Álvaro Pacheco: “Não houve respeito, mas mostrámos quem somos”

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

O momento da controversa expulsão de Ivanildo ao segundo minuto marcou o jogo, assim como outras ocorrências durante o mesmo, deixaram o treinador do FC Vizela muito desagradado, tendo considerado que “não houve respeito” pela equipa.

Por outro lado, Álvaro Pacheco enalteceu o comportamento dos seus jogadores numa tarde muito difícil e um desempenho merecedor de um desfecho completamente distinto.

LANCE CAPITAL: “O jogo começou equilibrado e ficou desequilibrado. Temos de fazer uma análise fria do que aconteceu. Para uma equipa com 10 jogadores, como foi a nossa, o tempo praticamente todo, as situações de golo que criámos, o caudal ofensivo e a vontade que tivemos, penso que o resultado é inteiramente injusto. Tivemos mais remates, mais situações enquadradas, mais remates dentro de área. Os nossos jogadores fizeram de tudo, mostraram aqui dentro o que é ser Vizela e uma vontade muito grande de querer vencer este jogo. Só que esse lance claramente condicionou e houve situações durante o jogo que nos deixaram desconfortáveis. O jogo acaba com um jogador meu isolado e assinala-se uma falta inexistente. Foi um jogo que nos condicionou muito, mas tenho de estar satisfeito com o desempenho dos meus jogadores. A equipa que merecia ganhar o jogo era o FC Vizela, pela determinação que teve, pela atitude e qualidade de jogo. Mesmo com a adversidade da chuva, fomos capazes de criar situações de perigo, não só em jogadas, como também de bola parada. Pena não termos sido capazes de fazer o golo. Merecíamos. Saio daqui triste pelos meus jogadores, porque não mereciam esta derrota e tudo isto que aconteceu.”

ORGULHO DA EQUIPA: “Aquilo que viram esta equipa fazer, com 10 jogadores ao longo do jogo todo, é algo que nos orgulha e todos os vizelenses devem estar orgulhosos. Nunca perderam o controlo emocional, porque o jogo foi quezilento, houve situações muito dúbias e os meus jogadores mantiveram-se sempre focados. Isto é o que faz falta ao futebol. O FC Vizela traz isto ao futebol, o respeito pelas pessoas. Como o FC Vizela é uma equipa calma, tranquila, então é mais fácil não haver respeito, é fácil na dúvida ser contra o FC Vizela. Estou muito orgulhoso por tudo aquilo que os meus jogadores fizeram, não só por aquilo que jogaram, mas pela forma como se comportaram. Nós saímos daqui orgulhosos, sabemos quem nos somos, somos Vizela.”