Álvaro Pacheco: “A vitória assenta bem contra um grande adversário”

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

O treinador do FC Vizela enalteceu a importância que os mais de dois milhares de vizelenses presentes nas bancadas tiveram na conquista dos três pontos, quebrando-se assim um ciclo negativo de três derrotas consecutivas.

Serenidade para segurar a preciosa vantagem alcançada com o golo de Anderson, ainda na primeira metade, foi a palavra-chave de Álvaro Pacheco para a equipa, mesmo na fase do desafio em que dispôs de várias hipóteses para sentenciar o mesmo.

IMPORTÂNCIA DOS ADEPTOS NO TRIUNFO: “Esta envolvência, estes adeptos, esta cidade… São únicos, são um exemplo! É um prazer, um orgulho, criarmos este espírito. Aquilo que nós criamos nos jogos em casa, toda esta paixão que eles passam, esta crença, esta determinação, no fundo, aquilo que é ser vizelense, ajuda-nos e hoje foi muito importante. Um jogo difícil, que já sabíamos que ia ser muito equilibrado, muito repartido. Houve alturas em que estivemos por cima e alturas em que o Portimonense nos levou lá para trás e tivemos de mostrar esta união, este espírito, o que é ser vizelense, para sermos capazes de contrariar as intenções do Portimonense. Acho que a vitória acaba por assentar bem naquilo que foi o desempenho dos meus jogadores, mas, sem dúvida nenhuma, estes adeptos foram fundamentais para a conquista dos três pontos.”

ANÁLISE AO JOGO: “Se calhar, houve jogos que fizemos aqui em casa, que não conseguimos ganhar e merecíamos. Aqui, neste jogo, tivemos a sorte que nos faltou em alguns jogos. Houve alturas em que o Portimonense, quando estava por cima, podia também ter chegado ao golo do empate. Ia criar-nos alguma intranquilidade. Se matássemos o jogo, seria completamente diferente, a equipa ia crescer e sentir-se muito mais estável. Sabíamos que estes três pontos eram muito importantes para aquela que é a nossa caminhada. Hoje, tivemos um bocadinho a estrelinha, que nos ajudou, mas penso que a vitória assenta bem contra um grande adversário.”

OPORTUNIDADES DESPERDIÇADAS: “Ao nível da minha linguagem corporal, tentei não passar para eles aquilo que eu estava a sentir. Sabíamos que, naquela altura, era importante passar para eles tranquilidade. Se fossemos capazes de matar ali o jogo, a equipa ia saltar para outro patamar e ia estar muito mais tranquila. É evidente que há sempre aquele fantasma de sofrer um golo nos últimos minutos. Eu, enquanto treinador, tento passar para eles serenidade, para se focarem só naquilo que era o jogo, o que tínhamos de fazer para mantê-los longe da nossa baliza. Eu estava a ferver, mas procurei passar uma tranquilidade tremenda para eles serenarem e controlarem o jogo. Penso que fizeram isso muito bem. Mais uma vez, em relação ao ano passado, o crescimento desta equipa nota-se. Mesmo depois de um jogo em que perdemos a acabar, sabendo da importância deste resultado e deste golo de vantagem, mantivemo-nos seguros, tranquilos e soubemos aguentar. Estão de parabéns.”

EXIBIÇÃO DE BUNTIC: “Não gosto de individualizar. Acho que o FC Vizela é constituído por jogadores fantásticos, principalmente, de caráter. O Buntic é um guarda-redes que já conhecíamos a nível desportivo e achávamos que era muito interessante para nós. Depois de saber a parte humana, o caráter e os valores, vi que encaixava perfeitamente no espírito vizelense. Olhamos para ele e vemos muito potencial, não só ele, como também o Luiz tem um potencial tremendo. E também é um guarda-redes que nos dá todas as garantias, tal como o Baldé. É um jovem que está na sombra destes dois, mas que me dá tranquilidade se um dia precisar dele ele, porque sei que estará à altura. Tenho três grandes guarda-redes. O Buntic, principalmente pela sua personalidade, caráter e vontade de aprender. Está aqui o espelho do trabalho árduo que tem tido todos os dias.”

PRENDA PARA NOVA ADMINISTRAÇÃO: “Todos mereciam. Eu acho que a que foi embora também merecia. Sem dúvida nenhuma, ficou na história, ajudou o clube a crescer, a desenvolver-se a e chegar onde estamos. Também para quem chega, que vem com o espírito de ajudar o clube a tornar-se muito mais forte. O mais importante aqui é premiar e dedicar esta vitória ao FC Vizela, porque o mais importante é este clube, esta cidade, estes adeptos.”