“Temos uma vontade muito grande vencer”

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Álvaro Pacheco lançou a receção ao Braga (domingo, 20h30) com o foco nos três pontos, mesmo perante um adversário super motivado.

O treinador do FC Vizela começou a conferência de imprensa prévia ao jogo a dar os “parabéns ao SC Braga pelo resultado europeu, pelo excelente jogo e pelo que tem vindo a fazer na Europa”, certo de que o sucesso é para continuar. “Não tenho dúvidas que vão estar nas meias-finais e fazer mais uma vês história para o futebol português”, vincou. Depois abordou então o jogo de amanhã e com confiança, mesmo contra um adversário que vive a melhor fase da época.

RESULTADO DA TAÇA PARA REPETIR?: “Temos essa vontade, uma vontade muito grande de vencer uma excelente equipas, mas sabemos que vamos apanhar o Braga talvez no seu melhor período. Há muito tempo que não metia três vitórias seguidas e agora fez isso contra Portimonense, Benfica e Rangers. É uma equipa mais sólida, que tem vindo a crescer. O trabalho de Carlos Carvalhal tem sido fantástico, como fantástica tem sido a forma como integrou jogadores vindos da formação, que trouxeram atrevimento e vontade de agarrar a oportunidade e poder jogar pela equipa principal. A equipa está mais madura, mais forte, mas também é um desafio para nós e nós gostamos de desafios e também temos vindo a crescer, Acredito que será um jogo equilibrado, competitivo, muito bom, com duas equipas que vão querer chegar à vantagem primeiro para depois gerir o jogo. Acredito que seja o Vizela a consegui-lo.

BRAGA COM GESTÃO DE JOGADORES: “Não acredito. Pode haver um ou outro diferente, mas isso tem vindo já a acontecer, por exemplo com os pontas-de-lança. O que vejo é uma equipa muito focada e ambiciosa e nesta fase sinto um Braga acutilante, arrojado, confiante e isso deve-se aos resultados. No intervalo do Sheriff ganharam ao Tondela, no intervalo do Mónaco perderam com o Gil Vicente mas fizeram um grande jogo. Mentalmente estão muito fortes e vão querer ganhar. Têm mentalidade ganhadora, muito também pelo excelente treinador que têm. Logo no final do Rangers eles mostraram já estar focados no Vizela, porque também sabem que vão ter aqui um jogo difícil.

VITÓRIA CONTRA O ESTORIL AUMENTA CONFORTO?: “Primeiro senti justiça, porque no tempo que estivemos sem ganhar já o merecíamos antes. Claro que as vitórias trazem confiança e o sentimento de que vale a pena o esforço e tempo que metemos no nosso trabalho. Trabalhamos algumas coisas novas e eles estavam abertos e despertos. Mas este tipo de jogos também nos dão mais responsabilidade. Conforme vamos conquistando, temos de ir em busca de novas conquistas.

RESULTADOS SURPREENDENTES NOS FINAIS DE ÉPOCA: “Tem a ver com a superação e com o aproximar do fim, as equipas deixam de ter medo de sair da zona de conforto e é isso que tem acontecido e vai acontecer. Tem muito a ver com a necessidade dos pontos. Mas eu olho muito para nós e não para os adversários. Olhamos é para a forma como temos de nos apresentar para conquistar os pontos para a permanência.”

ADEPTOS: “Queria deixar uma palavra à família vizelense. É importante estamos em força, voltamos a casa. Estiveram ao mais alto nível no Estoril, amanhã temos de estar em maioria. Sem dúvida que eles vão ser fundamentais para a conquista dos pontos”.