Irreconhecíveis e derrota justa

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

O FC Vizela perdeu por 3-1 nos Açores num jogo em que o Santa Clara fez mais por ganhar. O golo de Kiko Bondoso deu ânimo na reta final, mas o terceiro dos açorianos matou o jogo.

O FC Vizela esteve irreconhecível nos Açores e foi derrotado por 3-1, números que fazem justiça à superioridade do Santa Clara, especialmente na segunda parte.

A primeira parte não foi boa, mas a consistência defensiva e a organização foram garantindo que o adversário também não se acercava com perigo da baliza vizelense. Digamos que foram 45 minutos à imagem das condições meteorológicas: cinzento, empapado e muito dividido. Sinal mais do Santa Clara, essencialmente porque foi mais forte nos duelos. Mas pouco ou nenhum perigo.

O segundo tempo não mudou muito a nossa equipa, incapaz de ligar o jogo, de sair em ataque apoiado e cada vez mais presa pelas bolas que não conseguia ganhar na pressão. O Santa Clara foi crescendo com o jogo e com a dificuldade de o FC Vizela se encontrar. E teve a estrelinha da sorte para ajudar: Mário Silva mexe na equipa aos 64′ e, quatro minutos depois, já estava a ganhar por 2-0. O primeiro, um autogolo de Bruno Wilson, o segundo um bom remate de Cryzan.

Só nessa altura o FC Vizela acordou e começou então a meter a agressividade que faltava e a ameaçar a baliza de Marco. Kiko Bondoso aproveitou um brinde de um adversário e, cara a cara com o guardião, faz o 2-1 aos 82’. E a equipa lançou-se de vez à área contrária, dispôs de alguns bons momentos e ameaçou o empate, antes de uma nova distração, aos 90’, que permitiu Rui Costa isolar-se e fazer um chapéu a Pedro Silva. Estava fechado o jogo.

Nota para os adeptos do FC Vizela. Cerca de 150 heróis viajaram desde Vizela e nunca se cansaram de apoiar a equipa. Foram o melhor do jogo.

FICHA TÉCNICA

CD Santa Clara 3-1 FC Vizela

Local: Estádio de São Miguel (1.006 espectadores)

Árbitro: Artur Soares Dias (AF Porto)

Assistentes: Rui Licínio / Paulo Soares

4º Árbitro: Bruno Costa (AF Viana do Castelo)

VAR / AVAR: Tiago Martins (AF Lisboa) / Hugo Ribeiro

CD Santa Clara (4x3x3): Marco; Rafael Ramos, Boateng, Tassano e Paulo Henrique; Nené, Lincoln (C) (Pierre Sagna, 90’+3’)e Ricardinho (Tagawa, 90’+3’); Cryzan (Rúben Oliveira, 74’), Mohebi (Rui Costa, 64’) e Allano (Óscar Barreto, 64’).

Suplentes não utilizados: Ricardo Fernandes, Júlio Romão, Pipe Gomez e Patrick.

Treinador: Mário Silva

FC Vizela (4x3x3): Pedro Silva; Koffi (Richard Ofori, 68’), Bruno Wilson, Anderson e Kiki; Claudemir, Rashid (Marcos Paulo, 68’) e Samu (C); Nuno Moreira (Sarmiento, 68’), Schettine (Friday Etim, 76’) e Kiko Bondoso.

Suplentes não utilizados: Charles, Igor Julião, Alex Méndez, Aidara e Ventura.

Treinador: Álvaro Pacheco

Golos: Bruno Wilson (66’, p. b.), Cryzan (68’), Kiko Bondoso (82’) e Rui Costa (90’).

Cartões Amarelos: Kiki (81’) e Richard Ofori (88’).

«O que nos faltou foi ter a coragem de fazer o nosso jogo. Não estivemos à imagem do que é o normal, daquilo que é o Vizela. O Santa Clara foi melhor.»

Álvaro Pacheco (Treinador do FC Vizela)

«É sempre difícil jogar aqui nos Açores. Lutámos pela vitória, não conseguimos. Vamos tentar ser melhores na próxima vez, continuar a focar em nós e de certeza que as coisas vão acontecer.»

Kiko Bondoso (Jogador do FC Vizela)