Álvaro Pacheco alerta para os pormenores

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Treinador lançou a deslocação a Paços de Ferreira com ambição e foco no triunfo, mas deixou o desafio para a correção de alguns erros que têm acontecido.

Álvaro Pacheco quer erradicar com os pormenores mal geridos dos últimos jogos que custaram pontos a uma equipa que cresceu muito nesta Liga. “Amadurecer” é a palavra de ordem para o último terço e o desafio é que isso se note já amanhã (18 horas) em Paços de Ferreira. A antevisão em conferência de imprensa.

PAÇOS DE BOA MEMÓRIA: “Não só este ano, como também o ano passado. Em cinco jogos lá nunca perdemos, tivemos sempre boas exibições, fomos sempre bem recebidos e não tenho dúvidas de que voltaremos a ser. São duas boas equipas em confronto, ambas à procura de pontos, a mais regular vai conseguir os três pontos. O Paços é uma equipa muito tranquila com bola, provoca ataques rápidos com muita fluidez e assertividade e isso provoca danos. Aproveitam bem os espaços se a pressão não for bem feita. E sem bola são muito fortes, especialmente na reação à perda. Mesmo sem terem ganho nos últimos jogos, têm feito boas exibições e seguramente quer voltar já aos triunfos. Mas o nosso foco também é esse”.

DIFERENÇAS PARA A PRIMEIRA VOLTA: “Sem dúvidas que o Paços está mais forte do que na primeira volta, porque também houve mais tempo para os jogadores se entrosarem e conhecerem. O César Peixoto tornou a equipa muito mais associativa, com mais personalidade com bola. Está mais forte com bola e é uma equipa que quando tem de jogar na profundidade também consegue criar essa mossa. Está muito mais forte,  compacto e criativo com bola. Se nós quisermos ultrapassar o Paços temos de ser uma equipa à Vizela, que tem de dar o salto e não pode cometer erros daqueles que se podem controlar. Temos de nos focar naquilo que é o jogo e jogar com paixão, coragem e ambição e ir em busca dos três pontos.

ADEPTOS: “Tem sido em todos os jogos… A família vizelense tem estado sempre com a equipa, tem sido um incentivo muito grande. Creio que isso vai ainda aumentar. A família vizelense vai continuar a aumentar e o apoio vai ser importantíssimo no que se segue. Não tenho dúvidas nenhumas”

PRIORIDADE PARA O ÚLTIMO TERÇO DA LIGA: “O crescimento e adaptabilidade à Liga foram importantes. Neste último terço falo em amadurecer. E amadurecer no sentido em que pequenos pormenores podem fazer toda a diferença. E, se repararmos, nos últimos jogos, houve sempre alguns pormenores que podíamos e devíamos ter controlado e nos causaram uma mossa muito grande e obrigou a ir atrás do prejuízo. Importante é que eles percebam que esse pormenor é fundamental e, para isso, temos que ter uma concentração muito grande no jogo, na forma como ele se está a desenrolar. O adversário vai criar dificuldades e temos de ser serenos e tranquilos para nós próprios resolveremos o que o jogo nos for oferecendo.”