FC Vizela alcança uma volta inteira a pontuar

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

A formação comandada por Álvaro Pacheco recebeu o Arouca pela primeira vez no seu estádio e adicionou mais um ponto à sua belíssima caminhada nesta edição da Liga Portugal 2.

Foi um empate a uma bola, mas, a haver um vencedor, esse certamente seria o FC Vizela, em particular pelo desempenho na segunda parte, onde os azuis foram ligeiramente superiores.

Capitaneada por Ericson, experiente jogador recentemente chamado à seleção de Cabo Verde, a equipa vizelense encontrou pela frente um adversário musculado e complicado.

Os primeiros minutos do desafio até prometeram um grande espetáculo. Logo a abrir, ainda nem estava cumprido o primeiro minuto de jogo, o FC Vizela ficou perto de se adiantar no marcador.

Foi precisamente Ericson a estar na génese do lance, ao recuperar uma bola para Kiko Bondoso e este a solicitar Cassiano para o remate, obrigando Victor Braga a grande intervenção.

Em seguida, nova situação prometedora por banda dos da casa. Destaque para o grande trabalho de Kiko Bondoso sobre o lado esquerdo, com o virtuoso jogador a entregar para Cann, mas este a não conseguir acertar no esférico como certamente desejaria.

Sobre o quarto de hora inicial, o Arouca colocou-se em vantagem através de Adílio, que surgiu na passada a responder ao passe de Arsénio, atirando muito colocado para o fundo das redes.

A reação do FC Vizela não se fez esperar. Aos 18’, Ericson levantou o esférico e Cann obrigou Victor Braga a mais uma boa defesa, um minuto antes de sofrer o tento da igualdade.

Grande desenho ofensivo dos vizelenses, com Samu a rasgar a defensiva arouquense e Kiko Bondoso a fazer o resto, entregando de bandeja o golo a Cassiano. Foi o décimo golo do atacante brasileiro, que lhe permitiu juntar-se ao topo dos melhores marcadores do campeonato, e a sexta assistência de Kiko Bondoso, neste plano a igualar Feliz, do Feirense, na liderança dos jogadores com mais assistências para golo na prova em 2020/2021.

A partir daí, até ao intervalo, o jogo foi pautado pelo equilíbrio, destacando-se duas situações para cada lado. Aos remates de Joel e Marco Soares, praticamente sobre a meia hora do encontro, contrapuseram os disparos de Samu e mais uma grande jogada de Kiko Bondoso, com a bola a sair rente ao poste direito da baliza de Victor Braga, aos 34’ e 40’, respetivamente.

Na segunda parte, o FC Vizela bem lutou pela conquista dos três pontos, foi amplamente melhor que o seu adversário, mas o certo é que o resultado não sofreu mais alterações.

O Arouca passou a apostar mais na conservação do resultado, procurando quebrar o ritmo imposto pelos vizelenses das mais variadas formas, daí o jogo ressentir-se da falta de ocasiões de golo.

Ainda assim, estas foram sempre em maior número para a equipa de Álvaro Pacheco. Aos 51’, foi Sema Velázquez a fazer o corte providencial, evitando que Cassiano pudesse ficar em condições de bisar na partida, sendo que, mais tarde, foi Richard Ofori a tentar de fora da área.

Perto do derradeiro quarto de hora, Kiko Bondoso, protagonista de mais uma exibição de encher o olho, correspondeu de cabeça ao cruzamento delicioso de Samu, mas a bola saiu por cima.

A única tentativa do Arouca no segundo tempo teve o nome de Arsénio, aos 79’, só que na baliza vizelense estava Ivo Gonçalves, sempre muito atento, a responder com uma bela defesa.

A sete minutos dos noventa, Adílio, o marcador do golo arouquense, acabou expulso por duplo amarelo, em resultado de uma entrada feia sobre Samu, elevando a notória preocupação da sua equipa em manter a igualdade que se verificava até ao derradeiro apito.

De qualquer forma, o FC Vizela atingiu o seu 17.º jogo consecutivo a amealhar pontos, naquela que é a sua melhor série de resultados de sempre na Liga Portugal 2.

São agora 45 os pontos somados pelo emblema da Rainha, mantendo-se a apenas um do terceiro posto ocupado pela Académica, que empatou em Oliveira de Azeméis.

Na análise à partida, Álvaro Pacheco mostrou-se satisfeito com o comportamento da sua equipa, sublinhando que a sua equipa foi a única a querer a vitória: «Estou muito satisfeito pela entrega e pelo caráter dos meus jogadores. A única equipa que quis ganhar foi a nossa. Estivemos sempre focados naquilo que era o nosso jogo. Na segunda parte, o Arouca não quis jogar, levando o jogo para campos que não interessam para aquilo que deve ser o espetáculo», considerou.

O próximo desafio do FC Vizela acontece a uma segunda-feira, dia 29 de Março, às 19:00 horas, em Matosinhos, no Estádio do Mar, diante do Leixões, 11.º classificado do campeonato, um jogo que será transmitido pelo Canal 11.

 

Ficha Técnica

FC Vizela 1-1 FC Arouca

Local: Estádio do Futebol Clube de Vizela

Árbitro: Miguel Nogueira (AF Lisboa)

Assistentes: José Luzia e Tiago Leandro

4º Árbitro: Tiago Pinto (AF Leiria)

FC Vizela: Ivo Gonçalves; Richard Ofori, Matheus, Aidara e Kiki; Ericson (C) (Cardozo, 81’), Marcos Paulo e Samu; Cann (Tavinho, 75’), Cassiano e Kiko Bondoso.

Suplentes não utilizados: Pedro Silva, André Soares, Marcelo, João Pais, Mosevich, João Pedro e Kiko.

Treinador: Álvaro Pacheco

FC Arouca: Victor Braga; Thales (C), João Basso, Sema Velázquez e Joel; Marco Soares, Lawrence Ofori e Leandro Silva (Pité, 69’); Adílio, André Silva e Arsénio.

Suplentes não utilizados: Fernando Castro, Heliardo, Bukia, Luiz Gustavo, Yaw Moses, Brunão, Júnior Sena e Mauro Caballero.

Treinador: Armando Evangelista

Golos: Adílio (15’) e Cassiano (19’).

Cartões Amarelos: Adílio (9’ e 83’), Richard Ofori (29’), Matheus (30’), Sema Velázquez (37’), Cann (44’), Vítor Machado (60’, adjunto do FC Arouca), Tavinho (76’), Marcos Paulo (78’), Armando Evangelista (90’+4’, treinador do FC Arouca), Lawrence Ofori (90’+4’) e Aidara (90’+5’).

Cartões Vermelhos: Adílio (83’) e Joel Pinho (85’, dirigente do FC Arouca).