Vizelenses triunfam sobre Penafiel com grande reviravolta

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

A equipa comandada por Álvaro Pacheco prossegue de vento em popa na Liga Portugal 2, tendo alcançado a sua quarta vitória consecutiva, desta feita, na receção ao Penafiel.

Um encontro que não foi nada fácil, apesar de o resultado de 3-1 poder sugerir outra imagem a quem não pôde assistir à transmissão das incidências.

Foi primeiro necessário contornar um cenário de desvantagem. E, não sendo possível a festa do golo aos avançados, o desbloqueio coube com todo o mérito aos dois centrais do FC Vizela.

Os penafidelenses, habituados a frequentar os lugares cimeiros da tabela desde há várias rondas, colocaram várias dificuldades aos vizelenses, em particular durante a meia hora inicial.

Embora sem criar grandes situações de embaraço para Pedro Silva e companhia, o certo é que o Penafiel não deixava o FC Vizela ligar o seu jogo e forçar a abertura de espaços como tão bem sabe fazer.

Numa transição pelo corredor esquerdo, Gustavo Henrique assistiu então Bruno César, que, à entrada da área, teve espaço para utilizar uma das suas melhores armas, o remate, para inaugurar o marcador com um disparo colocado, estavam cumpridos 18’.

A resposta do FC Vizela não foi imediata, mas sim gradual. Cann, de fora da área, e Cassiano, num cabeceamento ao primeiro poste, após combinação entre Kiki e André Soares indiciaram um crescimento sustentado dos vizelenses no jogo.

Eis que, à terceira tentativa, nasceu o empate. No seguimento de um livre de Marcos Paulo, o seu compatriota Matheus, de cabeça, restabeleceu a igualdade, aos 35’.

O golo trouxe a confiança necessária ao conjunto de Álvaro Pacheco para pegar no jogo, unir esforços em busca da reviravolta e imprimir aquela intensidade que lhe é tão característica.

Até ao intervalo, Cassiano teve nova chance, mas a tentativa saiu às mãos de Luís Ribeiro, e Cann viu o seu forte remate, que seguia direitinho à baliza, ser travado pelo braço de Bruno César, um lance que resultou na exibição do segundo amarelo e consequente expulsão do penafidelense.

O reatamento trouxe um FC Vizela à sua imagem, mais pressionante e a deter o controlo das operações, perante um Penafiel que privilegiava agora a contenção e conservação do resultado que se transferia da primeira parte.

Aos 53’, na cobrança de um livre descaído sobre o lado direito, Samu rematou muito perto do poste da baliza à guarda de Luís Ribeiro. No minuto seguinte, bom entendimento na ala esquerda com Cassiano a ficar a escassos centímetros de finalizar um cruzamento de André Soares.

Os vizelenses continuavam por cima e, aos 72’, tiveram a recompensa: o golo da reviravolta. E que belo golo, refira-se! Tudo começou num pontapé de canto, com Kiki a dar o primeiro toque no esférico e Aidara a dominar de peito e a fuzilar autenticamente Luís Ribeiro para o 2-1.

À entrada para a reta final do encontro, os recém-entrados Cardozo e Diogo Ribeiro gizaram uma excelente oportunidade na antecâmara do terceiro tento dos vizelenses. O primeiro viu bem a desmarcação do segundo e, não fosse a intervenção instintiva de Luís Ribeiro com o pé, Diogo Ribeiro teria assinado o seu regresso aos golos.

Do canto resultante, Matheus, outra vez de cabeça, bisou e sentenciou definitivamente o jogo, ele que até se tinha estreado a marcar pelo FC Vizela, acabando por fazê-lo em dose dupla.

Mais um triunfo que não sofre qualquer contestação e que consolida a turma de Álvaro Pacheco na competição, dispondo agora de um diferencial de quatro pontos relativamente a adversários que surgem imediatamente abaixo da quarta posição.

No rescaldo ao encontro, Álvaro Pacheco era um homem radiante pelo triunfo conquistado e por mais uma demonstração de valor dos seus jogadores: «Estou feliz, não só pela conquista dos três pontos, mas, mais uma vez, pela exibição da equipa», referiu o técnico.

«Não perco as minhas energias ou o meu foco na classificação. Isso será sempre consequência daquilo que fizermos no presente», clarificou Álvaro Pacheco, questionado pelo lugar que a equipa ocupa na tabela da Liga Portugal 2.

A próxima partida dos vizelenses acontece no dia 26 deste mês, uma terça-feira, pelas 15:00 horas, em Rio Maior, naquele que será um reencontro com o Vilafranquense. O desafio entre vizelenses e ribatejanos será transmitido via streaming através do Match Player da Sport TV.

 

Ficha Técnica

FC Vizela 3-1 FC Penafiel

Local: Estádio do Futebol Clube de Vizela

Árbitro: João Pinheiro (AF Braga)

Assistentes: Tiago Costa e Nuno Eiras

4º Árbitro: Tiago Leandro (AF Porto)

FC Vizela: Pedro Silva; João Pedro (C) (Cardozo, 82’), Matheus, Aidara e Kiki; Marcos Paulo, André Soares (Ericson, 82’) e Samu; Cann (Kiko Bondoso, 57’), Cassiano (Diogo Ribeiro, 82’) e Tavinho (Ofori, 88’).

Suplente não utilizado: Ivo Gonçalves, Marcelo, Mosevich e David.

Treinador: Álvaro Pacheco

FC Penafiel: Luís Ribeiro; Coronas (C) (Alan Schons, 76’), Dénis Duarte, David Santos e Paulo Henrique e Simãozinho; João Amorim, Pedro Prazeres (Robinho, 76’) e Bruno César; Pedro Soares (Vitinha, 45’) e Gustavo Henrique (Ronaldo Tavares, 69’).

Suplentes não utilizados: Emanuel Novo, Cassiano, Leandro e Rafa Sousa.

Treinador: Pedro Ribeiro

Golos: Bruno César (18’), Matheus (35’ e 84’) e Aidara (72’).

Cartões Amarelos: Pedro Prazeres (40’), Bruno César (40’ e 45’+1’), Samu (63’), Dénis Duarte (90’+1’) e Kiko Bondoso (90’+1’).

Cartão Vermelho: Bruno César (45’+1’).