FC Vizela vence em Chaves e reforça comando

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Numa partida em que os extremos da tabela classificativa da Série A do Campeonato de Portugal se tocaram, o FC Vizela foi mais forte e venceu a turma flaviense por três bolas a uma.

Embalado por um início de temporada convincente, a formação orientada por Álvaro Pacheco cedo deu mostras de querer chegar à vantagem num terreno difícil para qualquer adversário.

Apesar das cinco alterações no esquema inicial, em relação ao encontro de Lisboa, a nossa equipa voltou a realizar um bom desempenho, o que é demonstrativo da qualidade existente no plantel vizelense e do compromisso de todos em torno de uma ideia de jogo.

Algumas dezenas de adeptos do FC Vizela assistiram, portanto, a uma boa entrada da sua equipa, que protagonizou boas movimentações ofensivas nos instantes iniciais.

Aos 14’, Fall, que já tinha ameaçado antes, recebeu um passe “açucarado” de André Soares e acertou com o esférico no poste, naquela que foi a primeira grande oportunidade do desafio.

Privilegiando quase sempre o corredor esquerdo para os seus desenhos ofensivos, muito por culpa do virtuosismo de Kiko Bondoso, foi precisamente este talentoso jogador a percorrer vários metros antes de servir Fall de “bandeja” para este poder abrir o ativo. Finalização a preceito do senegalês, que assinou o seu sexto golo na presente temporada, mas não menos importante a excelente condução de bola e assistência de Kiko Bondoso. Jogava-se o minuto 23.

A reação flaviense foi tímida e manifestou-se apenas num remate em jeito de Mika, à passagem dos 32’, isto porque o FC Vizela trazia a lição bem estudada e anulou quase todos os pontos fortes do Chaves ‘Satélite’, em particular a capacidade de construção de Alex Machado e Xavi.

Com alguma naturalidade, os azuis continuaram a levar a bola até zonas adiantadas. Aos 35’, Cann avançou pelo lado direito, cruzou ao segundo poste, só que o remate de André Soares acabou por não sair nas melhores condições.

Praticamente sobre o intervalo, Tiago Palancha foi decisivo para a sua equipa ao evitar in extremis que uma bola bem cruzada por André Soares pudesse chegar até Fall.

O segundo tempo trouxe um Chaves ‘Satélite’, de certa forma, transfigurado em relação aos primeiros 45’. Mais agressiva e intensa neste período, a turma flaviense colocou problemas ao quarteto defensivo dos azuis, que não ganhou para o susto.

Logo aos 51’, Alex Machado encontrou espaço para cruzar e Gustavo Souza desviou de cabeça para o poste, naquele que foi um primeiro sinal de alerta.

Pouco depois, aos 57’, Rafa foi gigante na baliza vizelense ao evitar o empate. No mesmo lance, Rafa arrojou-se ao solo para defender o remate acrobático de Gustavo Souza e a recarga de Simão Martins. Foi uma dupla intervenção de enorme qualidade.

Perante estes avisos, que ameaçaram a sua magra vantagem, o FC Vizela lançou-se de novo ao ataque e revelou eficácia. Cann captou uma bola, jogou para Kaká, este cruzou para Fall, que endossou para o belíssimo remate certeiro de Kiko Bondoso. Execução primorosa do extremo natural de Moimenta da Beira, que assinou o seu quinto tento ao serviço dos vizelenses.

Parecia bem encaminhado novo triunfo dos azuis, no entanto, o conjunto transmontano ainda teve uma palavra a dizer, relançando a partida aos 75’, com um golo de Kevin Pina, na sequência de um arremesso manual. Um minuto antes, Marlon enviara o esférico à barra.

Não resistiu muito tempo a esperança flaviense, na medida em que o FC Vizela rapidamente repôs a diferença de dois golos no resultado, graças a uma boa finalização de Diogo Ribeiro. O atacante, que rendeu Fall no decorrer do segundo tempo, foi importante, não só num primeiro momento defensivo, batalhando muito como lhe é caraterístico, mas também pela conclusão eficaz de um lance bem imaginado por Landinho, autor da assistência, aos 79’.

Agora sim, feito o 3-1, o Chaves ‘Satélite’ quebrou animicamente e coube ao FC Vizela a gestão tranquila do resultado, que até poderia ter avolumado nos instantes finais.

Aos 85’, Diogo Ribeiro, desmarcado por Kiko Bondoso, esteve perto de bisar. Sobre os 90’, Samu encheu o pé esquerdo, mas viu Rui Vieira negar-lhe o golo com uma grande defesa.

Vitória inteiramente justa do FC Vizela, a equipa mais capaz, mais perigosa e com maior número de oportunidades para marcar na globalidade do encontro, pese embora aquela entrada atrevida do conjunto flaviense no segundo tempo, que muito valorizou os três pontos conquistados.

Em termos classificativos, a nossa equipa permanece no comando da Série A, posição que até saiu reforçada em função das derrotas de Montalegre e Vitória SC ‘B’ nesta 8.ª jornada.

O próximo encontro será em Vizela, diante do Cerveira. O jogo está agendado para as 15:00 horas de domingo, dia 03 de Novembro.

 

Ficha Técnica

Resultado: Chaves ‘Satélite’ 1-3 FC Vizela

Local: Complexo Desportivo Francisco Carvalho (Chaves)

Árbitro: Rui Silva (AF Vila Real)

Assistentes: Nuno Fraguito e Bruno Pereira

Chaves ‘Satélite’: Rui Vieira; Manu (Abdoull Tanko, 76’), Marlon, Tiago Palancha e Simão Martins; Alex Machado, Kevin Pina e Xavi (Hélder Almeida, 67’); João Bachi, Gustavo Souza (C) e Mika (Abdul Wahab, 70’).

Suplentes não utilizados: Samu, Faissal, Joel Mateus e André Liberal.

Treinador: Carlos Guerra

FC Vizela: Rafa; Koffi, João Faria (C), Aidara e Kaká; Ericson, Landinho e André Soares (Samu, 76’); Cann (Mendes, 83’), Fall (Diogo Ribeiro, 71’) e Kiko Bondoso.

Suplentes não utilizados: Cajó, Matheus, Okoli e João Pedro.

Treinador: Álvaro Pacheco

Golos: Fall (23’), Kiko Bondoso (66’), Kevin Pina (75’) e Diogo Ribeiro (79’).

Cartões Amarelos: Landinho (45’+2’), Kiko Bondoso (45’+3’) e Fall (71’).