Vizelenses empatam em jogo adverso

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Em partida a contar para a 17.ª jornada do Campeonato de Portugal, o FC Vizela registou um empate a uma bola na visita ao terreno da AD Oliveirense.

Um jogo que fez jus a uma tradição recheada de dificuldades para os azuis e brancos, que ali venceram apenas dois de 8 encontros oficiais (o último triunfo aconteceu em 2013).

Início de jogo bem disputado com as duas equipas de olhos postos na baliza. Extremamente eficaz nos instantes iniciais do desafio, o FC Vizela colocou-se em vantagem logo ao minuto 4.

Boa jogada a envolver Carlos Fortes, Dani Soares e João Pedro no lado direito, pertencendo a assistência ao capitão e o toque precioso de cabeça por Correia, o suficiente para tirar Palha do lance, garantindo-se assim um importante tónico para o resto do encontro.

Contudo, a AD Oliveirense, como seria previsível, respondeu ao tento sofrido de forma enérgica e os atacantes Fábio Zola e Caleb foram um dos mais interventivos nessa réplica.

O ritmo alto imposto pelos comandados de Emanuel Simões colocou dificuldades esperadas ao conjunto vizelense, cuja boa organização defensiva foi resolvendo os problemas.

Caleb já tinha apontado à baliza minutos antes do golo do empate (19’), sobre o qual não se estaria a falar, pelo menos naquela altura do jogo. Isto porque o árbitro não interrompeu uma jogada na qual duas bolas encontravam-se dentro da área aquando do remate de Luisinho.

Tudo isto aconteceu porque Lassina Touré pontapeou uma bola que se encontrava fora das quatro linhas contra o muro (atitude antiesportiva justificativa de sanção disciplinar). Luisinho, perante a surpresa dos vizelenses, disparou forte com a bola a embater na trave antes de entrar.

Este golo deu moral aos da casa, que pressionaram mais nos momentos seguintes ao empate, embora sem criarem grandes situações de potencial perigo.

Só à passagem da meia hora é que o esférico ameaçou verdadeiramente as balizas. Primeiro, aos 29’, foi Weliton a cabecear para defesa de Palha, após livre de Joni sobre o lado direito. Depois, foi Caleb a rematar e a contar com um ligeiro desvio que obrigou Pedro Albergaria a esticar-se.

Aos 35’, numa transição rápida dos vizelenses, João Paredes esgueirou-se pela ala esquerda e fez um cruzamento rasteiro que seria para Correia. Foi por centímetros que o atacante dos azuis e brancos não chegou para o toque final.

Até ao intervalo, destaque para o voo fantástico de Pedro Albergaria a travar os intentos de Gil Barros, na cobrança de um livre direto, aos 44’.

No início da segunda parte, Luisinho ainda rematou forte por cima do travessão (50’), mas o FC Vizela esteve ligeiramente melhor que o adversário.

Já depois de ter feito entrar Felipe Augusto e André Pinto, o treinador Carlos Cunha sofreu uma contrariedade com a lesão de João Pedro, aos 64’. Um choque de cabeças com Caleb forçou o transporte do capitão ao hospital, onde foi observado e suturado.

O FC Vizela queria mais que o empate, mas entretanto reapareceu em cena o protagonista central do desafio, o árbitro Albano Correia, que condicionou a ambição azul e branca em pouco tempo.

Já depois de o auxiliar assinalar fora-de-jogo inexistente a João Paredes (69’), transpareceu a ideia de que Miguel Ângelo agarrou Felipe Augusto dentro da área (72’).

Pouco depois, aos 74’, não puniu com cartão o guarda-redes Palha num lance em que este atropelou Felipe Augusto junto à linha lateral.

Como se não bastasse, aos 78’, uma grande penalidade flagrante sobre Correia ficou por marcar, com o jogador vizelense a sair, aliás, bastante combalido do choque físico.

Nos instantes finais, ficou a sensação de que a AD Oliveirense, que antes havia colocado uma intensidade alta no jogo, parecia satisfeita com a divisão de pontos, registando-se apenas uma aproximação à baliza de Pedro Albergaria (cabeceamento de Aldaír ao lado).

Apesar do empate nesta partida recheada de adversidades, o FC Vizela prossegue na liderança da Série A, agora com 8 pontos de avanço sobre o Fafe, que venceu na Madeira, e com os mesmos 10 sobre Vilaverdense, que saiu goleado de Pedras Salgadas.

No próximo domingo, dia 28 de Janeiro, a turma comandada por Carlos Cunha receberá a equipa do Merelinense. Grande jogo em perspetiva com o FC Vizela a querer voltar aos triunfos.

 

FICHA DE JOGO

Local: Campo de Ribes (Oliveira de Santa Maria)

Árbitro: Albano Correia (AF Braga)

Assistentes: Pedro Costa e Leonel Ferreira

AD OLIVEIRENSE: Palha; Miguel Ângelo, Lassina Touré, Edgar e Gil Barros; Aílton (Aldaír, 40’), Apolo e Fabinho (C); Caleb, Luisinho (Fábio Pimenta, 84’) e Fábio Zola (Ricardo, 88’).

Suplentes não utilizados: Paulo Ribeiro, Tiago Silva, Julinho e Ítalo.

Treinador: Emanuel Simões

FC VIZELA: Pedro Albergaria; João Pedro (C) (Diogo Lamelas, 64’), Miguel Oliveira, Weliton e Amian; Evrard, Dani (André Pinto, 57’) e Joni; Carlos Fortes (Felipe Augusto, 45’), Correia e João Paredes.

Suplentes não utilizados: Rafa, João Cunha, João Oliveira e Aziz.

Treinador: Carlos Cunha

Golos: Correia (4’) e Luisinho (19’).

Cartões Amarelos: João Pedro (20’), Miguel Oliveira (44’), Lassina Touré (45’) e Miguel Ângelo (48’).