Golo à Vizela vale triunfo no Jamor

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

O FC Vizela somou a segunda vitória consecutiva na presente edição da Liga Bwin ao bater o sensacional Casa Pia no seu reduto por uma bola a zero. Raphael Guzzo finalizou uma grande jogada de envolvimento dos vizelenses, aos 67’, e decidiu um bom espetáculo de futebol promovido por três grandes equipas.

O emblemático Jamor, casa emprestada do Casa Pia, foi palco de um jogo bastante competitivo entre duas equipas apostadas em presentear os adeptos com um bom espetáculo.

O encontro, antecedido por um belo momento de fair-play, um pequeno-almoço conjunto entre os dois treinadores, Álvaro Pacheco e Filipe Martins, foi globalmente pautado pelo equilíbrio.

O primeiro tempo foi exemplificativo disso mesmo. Duas equipas bem estudadas entre si, cuja organização evidenciada anulou muitas daquelas que seriam as intenções atacantes de ambas.

O Casa Pia, em posição classificativa sensacional, fez incidir a sua aposta na profundidade, dada pelas características de Saviour Godwin, mas Tomás – acabaria por ser o Homem do Jogo – não esteve pelos ajustes e protagonizou um belíssimo duelo com o nigeriano, inviabilizando-lhe grande parte do perigo que costuma criar.

Por sua vez, o FC Vizela, sempre fiel ao seu futebol de ligações, foi a primeira equipa a produzir uma aproximação perigosa à baliza. Aconteceu aos 18’, numa combinação entre Schmidt e Samu, defendida de forma incompleta por Ricardo Batista.

O guarda-redes do Casa Pia, mais tarde, viu o esférico sair muito perto da sua baliza. Excelente trabalho de Nuno Moreira a tirar dois adversários do seu caminho e a rematar em jeito, naquela que foi a situação mais perigosa dos vizelenses na etapa inicial. Estavam decorridos 31’.

Nesta fase, o FC Vizela mostrava-se ao jogo com bons envolvimentos ofensivos, no entanto, seria a formação da casa a dispor da sua melhor ocasião, praticamente sobre o intervalo. Afonso Taira, com um pontapé de ressaca, fez a bola tirar tinta ao poste direito da baliza de Buntic.

E, se o primeiro tempo já tinha sido interessante, o reatamento foi ainda melhor. É certo que o Casa Pia espreitou o golo numa bola prensada de Lucas Soares com Kiki, que acabou por tocar na barra, porém, Álvaro Pacheco trouxe ao jogo um novo protagonista capaz de desbaratar a organização defensiva dos gansos. Osmajic, de seu nome.

A entrada do montenegrino teve as melhores repercussões logo na primeira vez em que tocou no esférico. Excelente arrancada de Osmajic e combinação com Kiko Bondoso e Nuno Moreira, que serviu Raphael Guzzo de bandeja para o golo decisivo, aos 67’. Uma jogada de fazer as delícias dos adeptos de futebol, em particular, os vizelenses presentes no Jamor.

O golo fez elevar ainda mais os níveis de confiança do FC Vizela e, por muito pouco, Samu não deu o melhor seguimento a mais um envolvimento ofensivo de grande qualidade entre Kiko Bondoso e Nuno Moreira, aos 70’.

O Casa Pia, com naturalidade, tentou reagir à desvantagem através de Saviour Godwin e Clayton, mas Buntic e companhia carimbaram o selo de qualidade daquele que tem sido o desempenho defensivo dos vizelenses na presente temporada.

A fechar, em tempo de compensação, Zohi também ficou perto de sentenciar o desafio com um potente remate, defendido com arrojo por Ricardo Batista.

Uma vitória importantíssima, a segunda fora de portas, encadeada da anterior sobre o Portimonense, que coloca o FC Vizela numa posição ainda mais tranquila na tabela classificativa, antes de o campeonato dar lugar à Taça de Portugal. A estreia na prova será em Penafiel.

Nota para o importante apoio dos vizelenses que se deslocaram ao Jamor, mais uma vez ajudaram a equipa a alcançar o objetivo.

FICHA TÉCNICA

Casa Pia AC 0-1 FC Vizela

Local: Estádio de Honra do Centro Desportivo Nacional do Jamor (2.912 espectadores)

Árbitro: João Pinheiro (AF Braga)

Assistentes: Bruno Jesus / Luciano Maia

4º Árbitro: João Pinho (AF Aveiro)

Vídeo-Árbitro (VAR) / AVAR: João Gonçalves (AF Porto) / Nélson Cunha

Casa Pia AC (3x4x3): Ricardo Batista; Fernando Varela, Vasco Fernandes (C) (Rafael Martins, 78’) e João Nunes; Lucas Soares, Afonso Taira (Ângelo Neto, 74’), Romário Baró (Yan Eteki, 74’) e Leonardo Lelo; Kuni (Vitó, 84’), Clayton e Saviour Godwin.

Suplentes não utilizados: Lucas Paes, Eduardo, Léo Bolgado, Derick Poloni e Anderson.

Treinador: Filipe Martins

FC Vizela (4x3x3): Buntic; Tomás, Anderson, Ivanildo e Kiki (C); Raphael Guzzo, Alex Méndez e Samu; Kiko Bondoso, Schmidt (Osmajic, 64’) e Nuno Moreira (Zohi, 84’).

Suplentes não utilizados: Luiz Felipe, Carlos Isaac, Matheus Pereira, Diego Rosa, Rashid, Aidara e Sarmiento.

Treinador: Álvaro Pacheco

Golo: Raphael Guzzo (67’).

Cartões Amarelos: Afonso Taira (17’), Raphael Guzzo (23’), Kuni (39’), João Nunes (79’) e Filipe Martins, treinador do Casa Pia (89’).

“Antes de mais, quero agradecer o apoio fantástico dos nossos adeptos. Queremos sempre vencer, mas não estava a acontecer e agora está. Fizemos um grande jogo. Estamos de parabéns”

Tomás (jogador do FC Vizela e MVP do jogo)

“Foi um jogo muito competente do FC Vizela, Casa Pia e equipa de arbitragem. Estamos felizes, mas o que destaco hoje é o fair-play que se viveu. Parabéns a todos”

Álvaro Pacheco (treinador do FC Vizela)
O golo da nossa equipa, apontado por Raphael Guzzo.