Empate assegura permanência

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Kiko Bondoso fez o único golo do empate 1-1 com o Marítimo, que carimba de uma vez por todas a continuidade do FC Vizela na I Liga. Festa foi rija, com mais de 4.500 nas bancadas a apoiar.

Empate 1-1 e ponto final nas contas do FC Vizela: este é um clube de primeira e vai continuar a ser. Ainda há mais uma jornada para disputar, mas o principal objetivo da época está assegurado e com mérito. As derrotas dos rivais diretos até dispensavam um resultado positivo, mas a equipa quis fechar com brio e lutou pela vitória até ao final.

O início do jogo só deu FC Vizela, a equipa que mais queria ganhar. A primeira grande defesa do jogo é de Miguel Silva, guarda-redes do Marítimo, que voou para evitar que o livre de Schettine desse golo aos 6 minutos. A seguir, aos 25′, foi Kiko Bondoso que se esgueirou pela esquerda, mas permitiu que o cruzamento fosse desviado. Dez minutos depois, o mesmo jogador a ganhar vantagem e a cruzar recuado para Raphael Guzzo, com a baliza pela frente, permitir a interceção de um rival. Não havia forma de a bola entrar…
Os verde-rubros só equilibraram depois desse instante e melhoraram muito na segunda parte. Pedro Silva parou o primeiro sinal, dado de longe por André Vidigal. Mas os madeirenses estavam com mais bola. E foi num ataque rápido, em que Cassiano ganha a bola a um adversário, que Kiko Bondoso inaugurou o marcador. Estavam decorridos 56 minutos de jogo e o extremo desviou o cruzamento do brasileiro. Mas cinco minutos depois, num lance controlado, um mau domínio de Richard Ofori permite a Rafik Guitane antecipar-se e empatar.
O jogo ficou vivo e à mercê das duas equipas, mas foi do FC Vizela a ocasião mais flagrante até ao final do jogo. Alex Méndez, lançado por Nuno Moreira, permitiu a intervenção de Miguel Silva. Depois, na outra baliza, foi a vez de Pedro Silva voltar a destacar-se, com duas defesas antes do apito final. O empate aceita-se e a permanência do FC Vizela é da mais inteira justiça.

FICHA TÉCNICA

FC Vizela 1-1 CS Marítimo

Local: Estádio do Futebol Clube de Vizela (4.519 espectadores)

Árbitro: Cláudio Pereira (AF Aveiro)

Assistentes: André Almeida e Tiago Mota

4º Árbitro: João Pinho (AF Aveiro)

Vídeo-Árbitro (VAR) / AVAR: Luís Ferreira (AF Braga) / Luís Costa

FC Vizela (4x3x3): Pedro Silva; Igor Julião, Anderson, Ivanildo Fernandes e Richard Ofori; Claudemir, Alex Méndez (Marcos Paulo, 89’), Samu (Raphael Guzzo, 18’); Cassiano, Schettine (Nuno Moreira, 66’) e Kiko Bondoso (Sarmiento, 89’).

Suplentes não utilizados: Ivo Gonçalves, Zohi, Guo Tianyu, Aidara e Koffi.

Treinador: Álvaro Pacheco

CS Marítimo (4x2x3x1): Miguel Silva; Clésio (Henrique, 80’), Matheus (Leo Andrade, 86’), Zainadine e Vítor Costa; Rossi e Beltrame; Edgar Costa (Miguel Sousa, 80’), Rafik Guitane (Xadas, 86’) e André Vidigal; Joel Tagueu (Alipour, 72’).

Suplentes não utilizados: Paulo Victor, Diogo Mendes, China e Pelágio.

Treinador: Vasco Seabra

Golos: Kiko Bondoso (56’) e Rafik Guitane (61’).

Cartões Amarelos: Matheus (5’), Claudemir (52’), Rossi (59’), Nuno Moreira (66’), Cassiano (70’) e Alex Méndez (75’).

“É sempre bom para a auto-estima e confiança, mas o que importa hoje é o resultado final. É um ambiente espetacular.”

Kiko Bondoso (jogador do FC Vizela)

“Hoje tivemos de ser mais conservadores, porque o resultado era o mais importante. Esta caminhada foi difícil, mas nunca deixamos de jogar olhos nos olhos. Tivemos identidade e estamos muito felizes. Esta família e estes adeptos merecem.”

Álvaro Pacheco (treinador do FC Vizela)