Álvaro Pacheco pede estádio cheio

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

O treinador fez um apelo aos adeptos no lançamento da receção ao Portimonense SC, “uma equipa excelente” e com resultados “muito bons fora de casa”. O FC Vizela tem de manter o padrão de jogo, mas melhorar nos pormenores, avisa.

Álvaro Pacheco já projetou a receção ao Portimonense (domingo, 15h30) e apontou a uma equipa que percebeu que tem de controlar melhor os pormenores nesta fase da temporada. O adversário é uma das melhores equipas da Liga fora de casa e o seu treinador merece elogios. Eis a conferência de antevisão do treinador do FC Vizela:

ANTEVISÃO AO DESAFIO: “Vai ser um bom desafio contra uma excelente equipa e um treinador fantástico que consegue colocar as suas equipas a jogar de forma muito agressiva, com raça e uma determinação muito grande. O Portimonense joga em qualquer campo para ganhar e isso nota-se porque fora de casa só perderam três vezes, duas delas nos últimos tempos mas contra Sporting e Gil Vicente. É uma equipa à imagem do seu treinador: destemida, que procura sempre ganhar. O jogo vai exigir o máximo de nós. Para vencermos temos de ser inteligentes para perceber o jogo. Temos de impor o jogo e controlar. Se assim for estamos mais próximos de o ganhar. É um adversário coletivamente muito forte, com individualidades interessantes, um desafio grande para conseguimos voltar às vitórias, algo importante, especialmente no nosso estádio.

FORTE PRESENÇA DE ADEPTOS : “Sei que este jogo está a ter uma grande adesão dos nossos adeptos. Apelo a isso, a que deem mais uma demonstração de força, mais um sinal de envolvência e este estádio amanhã esteja cheio.”

SÉRIE DE JOGOS SEM VENCER DO PORTIMONENSE: “Concordo que o Portimonense entrou muito bem na Liga, mas depois foi perdendo muitos jogadores ao longo da época, muitos deles determinantes e influentes. O Paulo [Sérgio] teve que lançar jogadores jovens, em formação, a adaptarem-se ao futebol português e passou muito por isso. Mesmo sem ganhar, olhando aos últimos jogos, vejo a equipa do Portimonense a crescer, a evoluir, a ficar muito mais compacta e preparada para ganhar. Espero que não o consiga contra nós, mas para isso acontecer nós temos de estar na máxima força e temos de nos agarrar aquilo que é o nosso jogo e controlá-lo.”

MOMENTO APÓS DUAS DERROTAS: “Vinha a falar disso agora. Senti claramente que esta semana a equipa deu um salto muito grande em termos de responsabilidade, de sentir o momento, de perceber aquilo que temos de fazer. Nestes dois jogos não conseguimos o que queríamos, mas tivemos duas excelentes exibições e um comportamento à Vizela. Eles percebem que temos de manter esse padrão, mas melhorar alguns pormenores fundamentais nesta fase no campeonato. Sinto que eles perceberam isso. Num campeonato tão equilibrado e em que os pontos custam tanto, os pormenores são fundamentais.

AUSÊNCIAS DE SAMU E CASSIANO: “Não gosto de me lamentar e sim de encarar isto como oportunidade para outros. Já tivemos jogos em que Cassiano e Samu não jogaram e nós ganhamos. É uma oportunidade para quem jogar e quem o fizer vai seguramente estar preparado e vai honrar a nossa equipa”.

ELOGIOS DE PAULO SÉRGIO: “Agradeço muito as palavras do Paulo. Ele sabe que eu também o admiro muito. Nunca tínhamos falado, mas temos amigos em comum e falavam do Paulo como uma pessoa com valores, como homem e treinador. Gostei de o conhecer e não tenho dúvidas que é uma pessoa com o qual terei ligação para sempre, não só pela nossa ligação, mas pelos amigos em comum que seguramente falam bem de um e de outro. Será um prazer recebê-lo aqui, espero que volte triste para o Algarve, mas que consiga os seus objetivos”