“Os adeptos serão muito importantes amanhã”

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Álvaro Pacheco elogiou o Tondela, mas repetiu a confiança numa grande segunda volta. O apoio dos nossos adeptos, que se mobilizaram para a viagem, pode ser decisivo.

O treinador do FC Vizela pediu uma equipa cerebral para responder aos desafios que o Tondela, “muito forte em casa” lançará. O jogo é amanhã às 18 horas, a conferência de imprensa foi hoje. Aqui fica:

PORMENORES QUE FAZEM A DIFERENÇA: “Há questões coletivas, individuais… Não podemos deixar que o Tondela aproveite os espaços de que gosta. Têm jogadores muito verticais na frente, especialmente os extremos. Depois há o Rafael a jogar entre linhas e a relacionar-se com os pontas-de-lança. Sem bola é uma equipa muito agressiva e nós temos de saber onde vai estar solto o espaço para fazermos as nossa ligações e levarmos as bola às zonas de finalização. Aí é preciso estarmos tranquilos e termos serenidade para fazer os golos. Quem for mais cerebral, vai estar mais próximo de ganhar o jogo. Acredito que os meus jogadores vão dar uma resposta muito positiva.

ANDRÉS SARMIENTO E MERCADO: “Conhecíamos muito bem o Sarmiento, sentimos que vem acrescentar e ajudar às nossa pretensões. É um jogador diferente dos que temos e vai trazer coisas diferentes. É jovem, ambicioso, vai entra num projeto ambicioso e vai ajudar-nos a sermos felizes. Amanha ainda não esta em condições de ser utilizado. De resto, para já não temos mais nenhum reforço. Mas o mercado só termina no final do mês e como tenho dito o Vizela está sempre aberto a uma boa oportunidade para enriquecer o nosso clube, ou com jogadores ou financeiramente,

ADEPTOS: “Sem dúvida que são um incentivo. A massa associativa tem sido inexcedível, fantástica, amanhã será importante novamente para o nosso sucesso e para o apoio que os jogadores vão precisar”.

SEGUNDA VOLTA: “Sabemos que temos um campeonato muito equilibrado. Ganhando um jogo podemos passar para décimo, perdendo pode passar-se para zonas aflitivas. Vai ser equilibrado até ao fim. É mais um jogo, cada um deles vai tendo mais importância, não só para nós mas para todos. Estamos a sair de um ciclo dificil, com sete jogos em menos de um mês, quatro deles com FC Porto, Braga e Sporting, com covid-19 pelo meio… Sentimos que agora a equipa ficará mais forte e vamos começar uma segunda volta que eu acredito vá ser muito melhor que a primeira.”