Injustiça ao cair do pano

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

FC Vizela teve lances para ganhar, mas foi traído por um golo tardio do Benfica aos 90+8′.

O FC Vizela desperdiçou uma soberana oportunidade para bater uma das equipas mais fortes do futebol português e acabou derrotado por 1-0 contra o Benfica sem que nada durante o jogo o fizesse prever. Um momento de felicidade mesmo no último lance dos oito minutos de tempo extra concedidos pelo árbitro fez a diferença e deu a vitória ao Benfica.

Foi um Vizela muito personalizado aquele que se apresentou em campo esta tarde contra o Benfica, atual líder do campeonato. Os encarnados até começaram melhor, mas a nossa equipa equilibrou forças aos 10 minutos e nunca mais deixou de se bater de igual para igual, até com as melhores ocasiões de golo do jogo, apesar da posse de bola ser maioritária do Benfica. Samu, num lance em que Vlachodimos facilicou, podia ter feito o 1-0 muito cedo, mas o grego redimiu-se e evitou o golo.

Durante a primeira parte foi o Vizela que mais incomodou a baliza do adversário, ainda que, aqui e ali, o Benfica, especialmente de longe ou de bola parada tenha também disposto de alguns ensaios para marcar. Charles respondeu sempre a preceito. Samu e Méndez eram, nesta altura, os mais inconformados.

No segundo tempo, mesmo com as alterações, pouco ou nada mudou. O Benfica com mais bola, o Vizela sempre a espreitar as transições e qualquer oportunidade para chegar ao golo. De cabeça, Darwin quase marcou. Em contea-golpe, foi o Vizela a assustar. E assim se chegou ao tempo extra: oito minutos. Nesse período, tratámos de carregar e dispusemos de dois cantos e outros dois arranques perigosos em contra-ataque. Num deles, perdemos a bola, Pizzi recuperou e cruzou rápido para Rafa, que apareceu na cara de Vlachodimos a fazer o golo de um triunfo muito injusto. Ficou a boa imagem do Vizela.

FICHA TÉCNICA

FC Vizela 0-1 SL Benfica  

Local: Estádio do FC Vizela (4883 espectadores)

FC Vizela (4-3-3): Charles; Igor Julião, Aidara, Ivanildo Fernandes, Kiki; Claudemir (Zag 79′), Marcos Paulo, Samu; Alex Méndez (Bruno Wilson 90+3′), Schettine (Kiko Bondoso 65′), Nuno Moreira (Cann 90+3′)

Treinador: Álvaro Pacheco

Suplentes não utilizados: Ivo Gonçalves, Ofori, Tomás Silva, Raphael Guzzo, Alejandro Alvarado

SL Benfica (3-4-3): Vlachodimos; Lucas Veríssimo, Otamendi, Vertonghen, Diogo Gonçalves (Radonjic 70′), Weigl, João Mário (Taarabt 84′), Grimaldo (Everton 70′); Rafa, Yaremchuck (Gonçalo Ramos 70′), Darwin Nuñez (Pizzi 84′)

Suplentes não utilizados: Helton Leite, Gilberto, Morato, Meité

Treinador: Jorge Jesus

Golos: 0-1 Rafa (90+8′)

Cartões Amarelos: Alex Mendéz (41′), Aidara (44′), Ferraresi (58′) 

“Perdeu a melhor equipa. E perdeu porque quis ganhar. Anti-jogo? Foi uma gafe de Jorge Jesus”

Álvaro Pacheco (treinador do FC Vizela)

“Merecíamos mais, não fomos inferiores em nada ao Benfica. O futebol é assim. Este é o melhor grupo onde estive”

Claudemir (jogador do FC Vizela)