Álvaro Pacheco: “Será um jogo emotivo e intenso entre duas excelentes equipas”

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

O treinador do FC Vizela lançou o jogo de domingo com o Portimonense. Entre vários elogios ao adversário, recordou o crescimento da nossa equipa para sustentar a esperança em conquistar mais pontos. O facto de o jogo ser em dia de eleições autárquicas nada muda, até porque os Vizelenses estão a responder à chamada.

PORTIMONENSE: “Vai ser um jogo difícil. O Portimonense tem estado muito bem, é bem organizado, mete muitos jogadores no processo ofensivo. É uma equipa com boas dinâmicas, muito pragmatismo e objetividade nas ações ofensivas. Tem excelentes jogadores, um bom treinador. Jogando em casa vai fazê-lo para ganhar. Vai ser um jogo emotivo e intenso, com duas excelentes equipas em campo.”

EVOLUÇÃO DA EQUIPA E JOGOS SEM GANHAR: “Vemos a equipa a crescer, num processo evolutivo, com uma identidade muito bem vincada. Somos a segunda equipa com mais remates deste campeonato, os quartos com maior número de cruzamentos. Sentimos a equipa a evoluir e que, neste caminho que estamos a percorrer, mantendo a nossa identidade, as vitórias vão acontecer com naturalidade. A equipa tem mostrado, semana após semana, mais maturidade e capacidade. Isso deixa-nos muito satisfeitos.”

ADEPTOS EM PORTIMÃO: “Identifico-me com os valores desta cidade e deste clube, com a relação entre estas três partes. Já disse que, este ano, o futebol português teve a oportunidade de conhecer, não só esta cidade, como estes adeptos fantásticos. Domingo vai provar-se que o partido destes adeptos é o FC Vizela e eles vão demonstrar a força que têm no futebol português, estando lá a apoiar. O que nós pretendemos é sermos capazes de premiar o esforço que vão fazer com uma vitória.”

JOGO EM DIA DE ELEIÇÕES: “Não me aborrece. Sou um fanático pelo que faço, por isso é a melhor data do mundo para fazermos o que queremos. Quem queria votar, fê-lo antecipadamente. É mais uma oportunidade para nós.”

RELAÇÃO ENTRE PONTOS GANHOS E MERECIDOS: “Sinto que o FC Vizela merecia ter mais pontos, pela qualidade de jogo e pela superioridade que teve em alguns desafios. Mas a vida faz-se do que conquistamos. Gostávamos de ter mais pontos, mas estou muito satisfeito com a postura dos jogadores, pelo nosso trajeto. Estamos dentro de uma boa perspetiva para aquilo que é uma equipa que chega agora à I Liga. É uma equipa com caudal, um futebol de ataque e apaixonante. Só tenho de estar satisfeito. Gostávamos de ter mais pontos, mas os pontos serão sempre uma consequência do que se tem feito. Olhando para o que temos feito e para a coragem que mostramos, os pontos vão chegar.”