Álvaro Pacheco: “Estão todos parabéns. Tivemos o espírito de Vizela até ao fim”

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Álvaro Pacheco sem filtros: a análise ao jogo, a justiça do resultado, o carinho a Bruno Wilson, o sentimento por Schettine e uma dedicatória muito especial. Tudo num dia muito emotivo, em que a equipa conseguiu virar um resultado negativo mesmo sobre o final. “Uma vitória de toda a família”, sintetizou, juntando os adeptos à mesma.

ANÁLISE AO JOGO: “Foi muito bem disputado, duas equipas que mantiveram sempre muita intensidade. O calor não facilitava, mas mesmo assim os jogadores conseguiram. Penso que estivemos sempre por cima, fomos quem mais oportunidades teve e quem mais fez para vencer. Claro que, nestas circunstâncias, quem marca no fim sente uma satisfação muito grande, quem sofre fica com um sentimento amargo de que poderia levar pontos. Mas mantivemos o espírito do que é ser Vizela, de lutar até ao fim. Parabéns a todos e aos meus jogadores.”

REFORÇOS: “Já o dissemos muitas vezes e se o dizemos é porque é mesmo assim, procuramos sempre jogadores com valor desportivo e humano, talvez isso seja até mais importante. Aos poucos eles estão a entrar e a mostrar isso mesmo. Não é fácil ser jogador do FC Vizela [risos], é preciso encaixar nesta família.”

SCHETTINE: “Devo dizer que o Schettine quis mesmo vir para o FC Vizela. Nós quisemos muito, mas ele também quis muito. E está a encontrar o espaço que precisava para se voltar a sentir confortável, em família, com vontade de treinar e jogar. E isso já se nota. Entrou para procurar o espaço entre linhas, tem um timing fantástico, é um finalizador nato. E também abriu espaços. Está a crescer, mas esta é uma vitória de todos.”

DEPARTAMENTO MÉDICO COM DEDICATÓRIA: “Disse ao Bruno Wilson que já é da nossa família, ele já percebeu os conceitos da nossa família e da importância de nos sacrificarmos. Não estava a 100%, mas sentiu que a equipa precisava dele, disponibilizou-se para jogar e fez um excelente jogo. Foi pena não ter marcado, porque merecia. Mas quero dedicar esta vitória, além de a todos os vizelenses, ao nosso departamento médico, que faz um trabalho fantástico para recuperar os jogadores. Fazem milagres. A vitória é para eles.”

ADEPTOS: “Sentíamos saudades, muitas saudades. Eles foram fantásticos, mereciam esta vitória, este golo que não acontecia na Liga há 36 anos. Isto sim é o futebol, é vida. Queremos agradecer-lhes muito, foram muito importantes. Foi uma vitória de toda a família.”