Triunfo justo em mais uma grande jornada de futebol

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

A formação comandada por Álvaro Pacheco acrescentou mais um importante triunfo à caminhada absolutamente fantástica que tem vindo a fazer nesta edição da Liga Portugal 2.

Na receção ao Benfica ‘B’, um golo solitário de Raphael Guzzo foi suficiente para que os azuis materializassem mais um excelente desempenho na prova.

Uma partida, todavia, complicada ou não estivesse do outro lado um conjunto recheado de bons valores com certo traquejo nas seleções nacionais jovens.

Apesar de conhecedora dos resultados dos rivais diretos na classificação, a equipa vizelense mostrou-se completamente descontraída e apostada em jogar o seu jogo.

Daí que a entrada do FC Vizela tenha sido forte, procurando desde cedo impor o seu ritmo, ao mesmo tempo que a concentração máxima dos seus jogadores impedia qualquer crescimento do adversário no encontro.

Assim, logo aos 5’, num lance bem trabalhado entre Samu e Kiko Bondoso, Kiki teve espaço na área para criar perigo, no entanto, o seu cruzamento saiu demasiado tenso.

Pouco depois, aos 12’, Cassiano recebeu uma bola do endiabrado Tavinho para um remate forte a beijar o travessão. Estavam dados os primeiros sinais dos vizelenses no jogo.

O Benfica ‘B’ respondeu através de Henrique Araújo, protagonista de um desvio ligeiramente ao lado, após cruzamento da direita de Umaro Embaló, naquele que viria a ser o único lance digno de registo dos encarnados no primeiro tempo.

À passagem da meia hora, Koffi arrancou um bom cruzamento, Cassiano procurou o primeiro desvio e, nas costas, Tavinho cabeceou com muito perigo. Cinco minutos depois, foi Svilar, com uma intervenção a dois tempos, a evitar o golo a Marcos Paulo.

Bem perto do intervalo, aos 40’, aconteceu a melhor ocasião da etapa inicial. Tavinho segurou o esférico para a entrada de Kiko Bondoso e este, ao invés do remate, assistiu primorosamente o colega Kiki, que desferiu um potente remate escassos centímetros acima do alvo desejado.

Ao intervalo, o nulo persistia, mas os indicadores deixados pelo FC Vizela auguravam um segundo tempo à imagem do primeiro, marcado pelo domínio dos da casa.

Ora, se a entrada no jogo foi forte, que dizer do recomeço… Logo a abrir, Cassiano arrancou pela direita e viu Kalaica antecipar-se a Tavinho, anulando as intenções do seu cruzamento.

Aos 49’, Samu desmarcou Kiko Bondoso na direita, este penetrou na área e tocou de calcanhar para Raphael Guzzo atirar a contar. Grande jogada, bem finalizada pelo centrocampista dos azuis, que, assim, somou o seu segundo tento de Rainha ao peito.

Apesar da vantagem, os vizelenses continuaram sempre muito pressionantes ofensivamente, com Samu a estar em três lances, o primeiro lançando Cassiano para o remate, os restantes a ser ele próprio a testar a atenção a Svilar.

Pelo meio, aos 56’, Cassiano beneficiou de um ressalto de bola para ficar completamente isolado na cara do guardião encarnado, só que o remate saiu ao lado, naquela que foi uma das mais soberanas oportunidades do encontro.

Mais tarde, aos 67’, Cassiano trabalhou novo lance atacante ao enviar o esférico para o coração da área, onde Samu, por muito pouco, não alcançou o desvio certeiro.

O adversário raramente constituiu problema a Ivo Gonçalves, mérito da enorme organização e foco do coletivo em impedir qualquer iniciativa ao Benfica ‘B’. Exceção mesmo só de bola parada, com Rafael Rodrigues e Gonçalo Ramos a atirarem por cima, e para um cabeceamento perigoso de Henrique Araújo, que saiu ao lado.

Em tempo de compensação, Marcos Paulo, após passe de Cann, dispôs de boa hipótese para sentenciar definitivamente o resultado, porém, a bola saiu muito perto do vértice superior direito da baliza defendida pelo belga Svilar.

Triunfo completamente merecido por parte do FC Vizela, que, assim, atingiu a impressionante marca dos 21 jogos consecutivos sem derrotas e aos 55 pontos na vice-liderança da prova.

No final do encontro, Álvaro Pacheco realçou a qualidade do espetáculo e da exibição dos seus jogadores, sublinhando a justiça do resultado: «Sermos capazes de fazer a exibição que fizemos deixa-me muito orgulhoso. Dominámos o jogo. Sem bola, fomos uma equipa muito agressiva e nunca deixámos o Benfica ‘B’ construir da forma que gostam. Com bola, fomos uma equipa muito madura, desinibida, tranquila e com um prazer muito grande em jogar o nosso jogo», referiu.

Segue-se uma visita à Póvoa de Varzim. A partida referente à jornada 30 da Liga Portugal 2, que vai opor o FC Vizela ao penúltimo classificado da competição está agendada para as 17:30 horas do próximo sábado, dia 24 de Abril, e será transmitida em direto pela Sport TV 1.

 

Ficha Técnica

FC Vizela 1-0 SL Benfica ‘B’

Local: Estádio do Futebol Clube de Vizela

Árbitro: Hugo Silva (AF Santarém)

Assistentes: Bruno Trindade e Carlos Covão

4º Árbitro: Fernando Ferreira (AF Guarda)

FC Vizela: Ivo Gonçalves; Koffi (Richard Ofori, 72’), Matheus (Mosevich, 87’), Aidara e Kiki; Marcos Paulo (C), Raphael Guzzo (Ericson, 87’) e Samu; Tavinho (Cann, 87’), Cassiano e Kiko Bondoso (André Soares, 90’+4’).

Suplentes não utilizados: Pedro Silva, Cardozo, Marcelo e João Pedro.

Treinador: Álvaro Pacheco

SL Benfica ‘B’: Svilar (C); Fábio Baptista, Morato, Kalaica e Frimpong (Rafael Rodrigues, 68’); Samuel Pedro (Tiago Gouveia, 63’), Umaro Embaló, Diogo Mendes (Luís Lopes, 89’) e David Tavares (Martim Neto, 89’); Gonçalo Ramos e Henrique Araújo (Rafael Brito, 89’).

Suplentes não utilizados: Fábio Duarte, Jair Tavares, Kevin Csoboth e Gonçalo Loureiro.

Treinador: Nélson Veríssimo

Golo: Raphael Guzzo (49’).

Cartões Amarelos: Marcos Paulo (15’), Fábio Baptista (21’), Aidara (34’), Samuel Pedro (60’), Matheus (84’) e Nélson Veríssimo, treinador do SL Benfica ‘B’ (90’+1’).