FC Vizela vence Académico e sobe na classificação

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

A formação vizelense recebeu e venceu o Académico de Viseu em partida referente à 11.ª jornada da Liga Portugal 2, dando assim a melhor sequência aos mais recentes resultados na prova e trepando alguns lugares na tabela classificativa.

Num final de tarde onde as temperaturas muito baixas se fizeram notar, assistiu-se a um encontro bastante caraterístico deste segundo escalão nacional, primado pelo equilíbrio de forças.

Os academistas, não obstante o arranque difícil de época, que motivou inclusive uma troca no seu comando técnico, apresentaram-se em Vizela com um propósito bem definido, não só dificultando o acesso dos vizelenses a um futebol mais ofensivo, mas, sobretudo, apostando no erro azul.

O primeiro tempo foi esclarecedor quanto ao equilíbrio registado, ainda assim, o resultado poderia ter contado com golos, na medida em que houve boas situações de parte a parte.

A primeira investida pertenceu ao FC Vizela, porém, a fuga e cruzamento de Diogo Ribeiro acabou por não ter a correspondência desejada, estavam cumpridos 6’.

No minuto seguinte, o Académico de Viseu assustou as hostes vizelenses. Jorge Miguel cruzou na esquerda e Anthony Carter, de primeira, acertou na parte superior da barra. De rajada, Luisinho encontrou espaço no corredor central para armar novo remate perigoso.

Praticamente sobre o quarto de hora inicial, o FC Vizela ficou perto do golo. Destaque para o belo entendimento entre Samu e Koffi, com o marfinense a cruzar e Diogo Ribeiro a surgir ao primeiro poste para o desvio de cabeça, que merecia ter levado a direção desejada.

Mais tarde, foi o guarda-redes Ricardo Fernandes a salvar os academistas com uma intervenção a dois tempos, negando o cabeceamento fulgurante de Matheus, na sequência de um canto.

Até ao descanso, nota para mais dois apontamentos de perigo, um para cada lado. Aos 27’, Pedro Silva e Kiki evitaram o pior a remate de Luisinho, jogador mais buliçoso do adversário. Aos 38’, Koffi voltou a investir no ataque, cruzou e Kiki, na passada, atirou forte ligeiramente ao lado.

Ilações tiradas da primeira parte, para a etapa complementar, Álvaro Pacheco procedeu a alguns ajustes no sentido de romper a quarta melhor defensiva do campeonato.

Mais dinâmicos e, sobretudo, mais eficazes a ligar o jogo ofensivo, os vizelenses entraram com tudo e, naturalmente, justificaram o golo do triunfo.

Aos 48’, Marcos Paulo, na execução de um livre, atirou às malhas laterais e, quatro minutos volvidos, Koffi, com mais um bom cruzamento, proporcionou um excelente cabeceamento a Tavinho, obrigando Ricardo Fernandes a enorme defesa sobre a linha capital.

Sobre a hora de jogo, Kiki lançou Zag numa penetração pela área e o capitão do FC Vizela acabou derrubado em falta por Fábio Santos, conquistando uma grande penalidade. Na conversão, Cassiano, lançado por Álvaro Pacheco minutos antes, apontou o golo decisivo da partida.

A organização defensiva do Académico de Viseu acabou derrubada e Tavinho, aos 66’, encontrou espaço de enquadramento com a baliza, contudo, o remate saiu algo por cima.

Como seria de esperar, assistiu-se depois a uma ligeira reação do adversário, que procurou criar embaraço em lances de bola parada e através de algum chuveirinho para a área, mas Pedro Silva e os seus companheiros resolveram as situações com muita concentração e serenidade.

Ao cair do pano, Kiko Bondoso seguia veloz em direção ao segundo golo, mas acabou travado por Fábio Santos. O defensor visitante recolheu um pouco mais cedo aos balneários, deixando a sua equipa em inferioridade numérica.

Em tempo de compensação, mérito para a forma séria e concentrada como o FC Vizela impediu qualquer hipótese de sucesso ao tudo por tudo dos academistas, segurando assim os preciosos três pontos e confirmando a melhor sequência de resultados até ao momento na Liga Portugal 2, com sete pontos somados nas últimas três jornadas.

No final da partida, Álvaro Pacheco deu os parabéns aos seus jogadores, não só pelo triunfo, mas, sobretudo, pela eficácia defensiva: «A equipa, no geral, está de parabéns e no processo defensivo esteve muito bem», referiu o técnico.

«Já houve jogos em que jogámos muito bem e em que a sorte não esteve do nosso lado em termos de resultado. Foi um jogo típico de Liga Portugal 2, muito equilibrado e, no qual, o pormenor fez toda a diferença», salientou Álvaro Pacheco.

O próximo desafio acontece dia 20 de Dezembro, depois de um fim-de-semana de pausa para o FC Vizela, em virtude da realização da 4.ª Eliminatória da Taça de Portugal.

A partida no terreno do Benfica ‘B’, referente à 12.ª jornada da Liga Portugal 2, terá início às 15:00 horas e será transmitida pela BTV.

 

Ficha Técnica

FC Vizela 1-0 Académico de Viseu

Local: Estádio do FC Vizela

Árbitro: Gustavo Correia (AF Porto)

Assistentes: Inácio Pereira e André Dias

4º Árbitro: José Bessa (AF Porto)

FC Vizela: Pedro Silva; Koffi, Matheus, Aidara e Kiki; Zag (C) (Cardozo, 90’+3’), Marcos Paulo (Ericson, 77’) e Samu; André Soares (Kiko Bondoso, 57’), Diogo Ribeiro (Cassiano, 57’) e Tavinho (Cann, 77’).

Suplente não utilizado: Ivo Gonçalves, Mosevich, João Pedro e Ofori.

Treinador: Álvaro Pacheco

Académico de Viseu: Ricardo Fernandes; Tiago Mesquita, Fábio Santos, Mathaus e Jorge Miguel; Zimbabwe (Yuri Araújo, 66’), Paná e Fernando Ferreira (C) (Bruninho, 80’); Luisinho (André Carvalhas, 66’), Anthony Carter (Paul Ayongo, 58’) e João Vasco.

Suplentes não utilizados: Elísio Pais, Jeremias Puch, Yang Sena, Joel Monteiro e Filipe Soares.

Treinador: Pedro Duarte

Golo: Cassiano (62’, g. p.).

Cartões Amarelos: Zimbabwe (54’), Paul Ayongo (70’), Aidara (73’), Tavinho (76’), Jorge Miguel (82’), Tiago Mesquita (90’+2’) e Samu (90’+2’).

Cartão Vermelho: Fábio Santos (89’).