FC Vizela divide pontos num grande jogo de futebol

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

No lançamento do encontro, Álvaro Pacheco acreditava que este iria ser um grande espetáculo entre duas equipas que gostam de praticar um futebol positivo.

Pois bem, qual projeção assertiva, na senda do crescimento que tem vindo a evidenciar desde o início da prova, o FC Vizela superou por diversos momentos a valia do Desportivo de Chaves e esteve muito perto de arrecadar os três pontos na receção ao candidato.

A primeira nota vai, de facto, para a intensidade e tempo útil de jogo. Houvesse oportunidade de ter público nas bancadas já e certamente seria o deleite dos adeptos.

O primeiro tempo terminou com um nulo, é certo, mas a superioridade evidenciada pelo FC Vizela, sempre com pressing forte e a criar situações prometedoras, justificava claramente a vantagem.

Aos 10’, de livre, Marcos Paulo obrigou Paulo Vítor a defesa apertada. Quatro minutos depois, foi Cassiano a criar muito perigo com um desvio de calcanhar, na sequência de um canto.

De rajada, Cardozo quase chegou para a interceção ao primeiro poste a um cruzamento de Zag sobre a direita. De resto, o capitão dos vizelenses encheu o campo e foi dele nova oportunidade clara de golo. O remate saiu perto do poste, depois de tirar Bura do caminho, aos 27’.

Ultrapassada a meia hora de jogo, Marcos Paulo assistiu Cardozo, que mergulhou de cabeça e ficou a escassos centímetros da finalização certeira.

Logo a seguir, o mesmo Cardozo cruzou, Cassiano endossou o esférico mesmo a jeito do remate forte de Kiki para mais uma vistosa intervenção do guarda-redes transmontano Paulo Vítor.

A etapa complementar iniciou-se com a mesma dinâmica forte por parte do FC Vizela, contudo, a expulsão de Ericson, por acumulação de amarelos, aos 56’, ele que, momentos antes, havia rematado às malhas laterais, obrigou Álvaro Pacheco a redefinir estratégias.

Ainda assim, uma bola rechaçada pela defensiva flaviense acabou resgatada por Cann que, em posição frontal, encheu o pé esquerdo e abriu a contenda para os vizelenses, aos 61’.

Pouco depois, Cassiano espreitou o segundo, mas Paulo Vítor segurou o esférico, antes de ver a sua equipa criar os primeiros problemas ao emblema da Rainha.

Um remate de Zé Tiago e um desvio subtil de Roberto, aos 73’ e 77’, respetivamente, indiciaram minutos finais difíceis para os vizelenses, que nunca regatearam esforços na defesa da vantagem num contexto de inferioridade numérica.

O golo do empate viria a acontecer aos 89’, por Zé Tiago, na transformação de um castigo máximo, resultando daí a repartição dos pontos pelas duas equipas.

No final do desafio, Álvaro Pacheco começou por salientar o grande jogo de futebol que ambas as equipas proporcionaram: «Foi uma grande partida entre duas equipas com cultura de vitória e que quiseram jogar para ganhar. Promoveram um ritmo de jogo tremendo», referiu.

«Até nós fazermos o golo, só houve oportunidades do FC Vizela. Estivemos sempre muito bem posicionados. Por aquilo que nós fizemos, era bom termos ganho, mas também temos de reconhecer que, do outro lado, esteve uma grande equipa», rematou Álvaro Pacheco.

Depois deste ciclo de cinco jogos para a LigaPro, as atenções voltam-se agora para a Taça de Portugal com o FC Vizela a defrontar o Câmara de Lobos, na Madeira. O jogo realiza-se no próximo domingo, dia 11 de Outubro, às 15:00 horas.

 

Ficha Técnica

FC Vizela 1-1 GD Chaves

Local: Estádio Capital do Móvel (Paços de Ferreira)

Árbitro: Miguel Nogueira (AF Lisboa)

Assistentes: Pedro Felisberto e Sérgio Jesus

4º Árbitro: João Marques (AF Setúbal)

FC Vizela: Ivo Gonçalves; Koffi, Matheus, Aidara e Kiki; Ericson, Zag (C) e Marcos Paulo; Cardozo (Samu, 57’), Cassiano (Diogo Ribeiro, 75’) e Cann (Tavinho, 85’).

Suplentes: Pedro Silva, André Soares, Marcelo, Kiko Bondoso, João Pedro e Ofori.

Treinador: Álvaro Pacheco

GD Chaves: Paulo Vítor; João Reis, Bura (Niltinho, 88’), Rocha (C) e José Gomes (Wellington, 64’); Benny (Nicolas, 68’), Luís Silva, Zé Tiago e João Teixeira; Batxi e Roberto.

Suplentes: Ricardo Moura, Raphael Guzzo, Rafael Viegas, Kevin Pina e Calasan.

Treinador: Carlos Pinto

Golos: Cann (61’) e Zé Tiago (89’, g. p.).

Cartões Amarelos: Rocha (10’), Ericson (12’ e 56’), Aidara (55’), Luís Silva (67’) e Zé Tiago (90’+3’).

Cartão Vermelho: Ericson (56’).