Vitória difícil do FC Vizela na receção aos flavienses

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

A equipa comandada por Álvaro Pacheco conquistou mais três pontos importantes, desta feita, na receção ao Chaves ‘Satélite’, uma vitória valorizada por um adversário muito competitivo.

Diogo Ribeiro voltou a fazer o gosto ao pé pela terceira ronda consecutiva e contribuiu de forma decisiva para a obtenção do sétimo triunfo seguido, naquela que é considerada a melhor série de resultados no campeonato, esta temporada.

O encontro iniciou-se sem os habituais cumprimentos de parte a parte, consequência das medidas de contingências adotadas em função do vírus COVID-19, que tem vindo a afetar Portugal.

Na primeira parte, assistiu-se a uma partida bem disputada. De um lado, um FC Vizela apostado em marcar o mais rapidamente possível, do outro, um Chaves ‘Satélite’ forte nas marcações e à espreita da capacidade individual dos seus atacantes, em especial Mika.

A primeira oportunidade do jogo aconteceu logo no minuto inaugural. No seguimento de um canto, Diogo Ribeiro fez um primeiro desvio e Ericson, oportuno ao segundo poste, por muito pouco não empurrou o esférico para o fundo das redes. Na resposta, aos 6’, os flavienses tentaram o golo através de Tanko, com o remate a sair ao lado.

Em matéria ofensiva, os pupilos de Álvaro Pacheco eram mais perigosos. Diogo Ribeiro fez um bom remate, após jogada de Mendes, aos 11’. Mais tarde, aos 22’, o goleador trabalhou bem o esférico e atirou ligeiramente ao lado.

Em contra-ataque, o Chaves ‘Satélite’ teve a sua segunda situação de perigo aos 24’. A jogada foi desenvolvida por Mika sobre o corredor esquerdo e o remate pertenceu a Hélder Almeida.

Seria pouco depois de ultrapassada a meia hora que o FC Vizela chegaria ao golo. Diogo Ribeiro fez balançar as redes numa insistência resultante de um livre lateral apontado por Samú.

Praticamente sobre o intervalo, a vantagem podia ter sido ampliada por Kiko Bondoso, num lance em que o extremo escapou à defensiva azul-grená, contornou Rui Vieira, tendo faltado apenas a direção desejada ao seu remate.

Em tempo de descanso, a vantagem mínima assentava bem ao FC Vizela, que enfrentou um Chaves ‘Satélite’ mais agressivo e atrevido no segundo tempo.

Daí que a etapa complementar praticamente se tenha iniciado com uma grande oportunidade de Mika. Ivo Gonçalves, muito bem, fechou-lhe o ângulo e o remate saiu às malhas laterais.

Logo a seguir, Mika, desta vez de bola parada, procurou dar trabalho a Ivo Gonçalves, mas este segurou à segunda a cobrança da melhor unidade flaviense no jogo.

Os vizelenses responderam a este atrevimento inicial com uma jogada em que Mendes fez o passe para Diogo Ribeiro e este, por muito pouco, não chegou para o remate.

Entretanto, contrariedade para os azuis com a lesão de Kiko Bondoso aos 63’, uma semana depois de Landinho também ter sido forçado a abandonar as quatro linhas devido a lesão grave no joelho, que implicará uma paragem prolongada por tempo indeterminado ao médio.

Neste segundo tempo, o jogo foi mais dividido, registaram-se muitos duelos físicos e o espetáculo não teve assim tantos lances de perigo junto das balizas.

O Chaves ‘Satélite’ procurou tirar as medidas à baliza de Ivo Gonçalves com remates de Kevin Pina (69’) e de Carlos David (71’). Ambos saíram ligeiramente por cima.

Pelo FC Vizela, Tavinho ensaiou o disparo e a bola não saiu nada distante da baliza de Rui Vieira, naquela que seria uma das melhores situações ofensivas dos da casa.

A fechar, destaque para um bom envolvimento atacante entre Tavinho e Koffi, apenas travado por Marlon, caso contrário, o esférico chegaria em condições a Zag para o remate final.

Em suma, um triunfo difícil do FC Vizela frente a uma valorosa equipa, que já na primeira volta tinha dado boas indicações e cuja classificação não espelha, de facto, o seu real valor.

Os três pontos conquistados permitem aos jogadores de Álvaro Pacheco continuar firmes na senda das vitórias, na melhor sequência da época, e a manutenção da distância pontual sobre os seus rivais Fafe, Vitória SC ‘B’ e Sporting de Braga ‘B’, que também venceram esta ronda.

No próximo domingo, dia 15, às 15:00 horas, o FC Vizela jogará em Vila Nova de Cerveira, uma partida que poderá vir a ser à porta fechada, em virtude dos recentes desenvolvimentos relacionados com toda esta problemática do COVID-19.

 

Ficha Técnica

Resultado: FC Vizela 1-0 Chaves ‘Satélite’

Local: Estádio do FC Vizela (Vizela)

Árbitro: Marco Pereira (AF Aveiro)

Assistentes: Jorge Silva e João Henriques

FC Vizela: Ivo Gonçalves; Koffi, Matheus, Aidara e Kaká; Ericson, Zag (C) e Samú (André Soares, 73’); Mendes (Cann, 90’+2’), Diogo Ribeiro e Kiko Bondoso (Tavinho, 62’).

Suplentes não utilizados: Rafa, Okoli, João Pedro e Castro.

Treinador: Álvaro Pacheco

Chaves ‘Satélite’: Rui Vieira; Sangaré, Marlon (C), Pedro Miguel e Abdul Wahab; Kevin Pina, Carlos David (Alex Machado, 73’) e Hélder Almeida (Gustavo Souza, 61’); Tanko (Ivan Machado, 82’), João Paredes e Mika.

Suplentes não utilizados: Samú, Flávio Barbosa, Xavi e Faissal.

Treinador: Carlos Guerra

Golo: Diogo Ribeiro (34’).

Cartões Amarelos: Mika (34’), Hélder Almeida (41’), Matheus (47’) e Tanko (72’).