Juniores regressam e apontam à manutenção na primeira

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Arrancou esta segunda-feira, dia 15 de Julho, a nova temporada 2019/2020 para a nossa formação de Sub-19, que está de regresso à 1.ª Divisão Nacional, três anos depois.

Compareceram à primeira sessão de treino 35 atletas, sendo que nove transitam do plantel que alcançou a subida à divisão maior do futebol português na categoria.

Vasco Gonçalves iniciará a sua quarta temporada ao serviço do FC Vizela e relaciona a chegada de muitos atletas com o campeonato que vai disputar: «É consequência da divisão que vamos disputar, que é mais exigente. Temos que ter a mesma base, humildade, determinação e capacidade de sacrifício e trabalho, ao longo da época, pois sabemos que vamos passar por momentos complicados, mas, espero também, por muitos momentos felizes», referiu.

Aliar bons resultados desportivos com a melhor rentabilização possível dos atletas é um objetivo que Vasco Gonçalves deseja continuar a alcançar: «Temos jogadores formados no FC Vizela, que acabam por ter capacidade para integrar plantéis de outras divisões. Os casos do Malik e do Miguel foram só os mais mediáticos. Acreditamos que podemos ter mais gente a integrar a equipa sénior. Este ano, muitos jogadores que estão no plantel já integraram os Juniores e isso é algo que nos orgulha. É desta forma que vamos continuar a trabalhar, em busca dos melhores resultados desportivos e da promoção dos jogadores no FC Vizela», afirmou.

A fase preparatória da época terá menos uma semana que o habitual, mas há uma explicação para tal, de acordo com Vasco Gonçalves: «Inicialmente estava previsto o dia 08 para o regresso, mas muitos jogadores acabaram os exames a 27 de Junho. Decidimos que necessitavam de mais tempo, antes do regresso ao trabalho. Vamos arriscar, vamos rentabilizar o tempo ao máximo e ter os jogadores mais frescos mentalmente para assimilar as ideias», justificou o treinador.

Num campeonato tão exigente como é a 1.ª Divisão Nacional, o principal objetivo passará pela manutenção: «O objetivo é a manutenção. Só assim faz sentido, até para estarmos mais perto da equipa sénior ao nível competitivo. Sabemos que teremos uma tarefa árdua, pois somos a única equipa desta divisão que não tem a equipa principal nos campeonatos profissionais. Ainda assim, vamos querer mostrar que também temos valor e honrar aquilo que é o FC Vizela», finalizou.