FC Vizela conquista Série A e está no play-off de subida

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Pelo segundo ano consecutivo, o FC Vizela garantiu um lugar no decisivo play-off de subida à 2.ª Liga e também a conquista da Série A do Campeonato de Portugal.

Perante um ambiente digno de outros campeonatos, com um público muito entusiasta e vibrante, um golo de Fall, logo a abrir a segunda parte, decidiu o encontro da jornada.

No lançamento do desafio, um ponto chegaria para as pretensões dos vizelenses, mas a equipa de Rui Amorim foi sempre à procura de mais e melhor, do primeiro ao último minuto.

O primeiro tempo foi globalmente equilibrado, mas o FC Vizela foi sempre a equipa mais perigosa em campo e, inclusive, dispôs da melhor oportunidade de golo neste período.

É certo que o primeiro remate no jogo pertenceu ao Trofense. Estavam cumpridos 18’ quando Bruno Moraes procurou finalizar um lance de insistência, mas Rafa segurou bem o esférico.

No minuto seguinte, foi o FC Vizela que colocou a defensiva dos da casa em alerta. Fall recebeu um excelente passe de João Oliveira, porém, Edu Silva tirou-lhe o “pão da boca”.

Pouco depois, aos 24’, a equipa vizelense voltou a criar perigo através de Vitinho. O extremo dos azuis e brancos arrancou em velocidade pelo corredor direito e procurou servir Fall, que surgiu com pleno sentido de oportunidade ao segundo poste. Contudo, Pedro Cavadas antecipou-se.

O perigo voltaria a rondar as balizas a poucos minutos do descanso. Primeiro foi o Trofense que, aos 37’, tentou surpreender de canto direto, respondendo Rafa com excelente intervenção.

Logo a seguir, o golo esteve à vista para o FC Vizela. André Soares, superiormente lançado por João Oliveira, assistiu Fall, que cabeceou ao lado com a baliza completamente à sua mercê.

Soberana oportunidade para a turma vizelense, que chegou ao intervalo com um resultado que lhe servia para a concretização do seu primeiro objetivo, o apuramento.

A etapa complementar é que dificilmente poderia principiar melhor para o FC Vizela. Tudo começou num livre estudado com Vitinho a cruzar para Weliton e este a endossar o esférico para o oportuno Fall. Pedro Cavadas ainda defendeu o primeiro cabeceamento, mas nada pôde fazer para evitar a recarga vitoriosa do goleador, que somou o sexto tento nos últimos quatro jogos.

Estava feito o mais difícil na Trofa e a vantagem azul e branca só não se avolumou porque os vizelenses não tiveram a pontaria desejada na cara do golo.

O Trofense sabia que tinha de ir atrás do prejuízo, mas teve de lidar com dois problemas: uma maior exposição defensiva e encontrar pela frente um sector recuado do FC Vizela intransponível, no qual Weliton e o regressado João Faria “secaram” Bruno Moraes e companhia.

Fruto dessa crescente exposição, atacar tornou-se uma tarefa mais simples e, em dois minutos, os vizelenses ficaram perto de “matar” o jogo por intermédio de Zé Valente. Os lances aconteceram quando estava cumprida uma hora de jogo.

No primeiro, o criativo tentou o chapéu. Na segunda jogada, Zé Valente, bem desmarcado por Tarcísio, ficou isolado e viu Pedro Cavadas defender-lhe o remate, quando tinha Vitinho também em excelente posição para poder alvejar a baliza.

Sem grandes hipóteses em criar perigo de bola corrida, o Trofense só conseguiu responder ao ascendente vizelense de bola parada. Aos 65’, Zid atirou por cima, após livre de Leandro Albano.

Mais tarde, aos 70’, novo livre à entrada da área e, desta vez, foi Rafa a arrojar-se junto ao solo para desviar novo livre de Leandro Albano.

Praticamente sobre o derradeiro quarto de hora, Koffi arrancou em velocidade e obrigou Edu Silva a desviar pela linha de fundo, evitando que Zé Valente pudesse concluir a preceito. Seguiu-se nova perdida flagrante de Fall, após passe a rasgar de Igor Rocha.

Entretanto, o Trofense ficou reduzido a dez unidades por expulsão de Elísio (entrada dura sobre Vitinho) e o FC Vizela levou ao desespero os seus muitos adeptos com mais duas ocasiões soberanas que não tiveram a conclusão desejada.

Sobre os 90’, Diaby isolou Zé Valente, mas Pedro Cavadas levou novamente a melhor. Depois, foi Leandro Souza que, assistido por Panin, cabeceou ligeiramente ao lado, gorando-se aqui nova situação para se sentenciar de vez com a partida.

No final, qual “cereja no topo do bolo”, as notícias provenientes de Fafe (derrota com Merelinense) acrescentaram um sabor ainda mais especial a mais uma vitória da equipa de Rui Amorim, pois, a duas jornadas do fecho da primeira fase, o FC Vizela assegurou dois dos três objetivos com que partiu para a presente temporada desportiva.

A festa junto das centenas de adeptos vizelenses, que estiveram magníficos no apoio, foi grande e os jogadores prometem continuar a dar-lhes alegrias, já no próximo fim-de-semana, em casa, diante do vizinho São Martinho, antes dessa curta deslocação a Fafe.

 

FICHA DE JOGO

Trofense 0-1 FC Vizela

Local: Estádio do CD Trofense (Trofa)

Árbitro: José Almeida (AF Lisboa)

Assistentes: Ricardo Oliveira e Flávio Ramos

Trofense: Pedro Cavadas; Leandro Albano (Cícero, 86’), Mika (C), Edu Silva e Chiquinho (João Pedro, 70’); Paulo Pereira, Bruno Almeida (Zid, 57’) e Duarte; Felipe Augusto, Bruno Moraes e Elísio.

Suplentes não utilizados: Luís Monteiro, Alexandre, Evandro e Serginho.

Treinador: Hélder Pereira

FC Vizela: Rafa; Koffi, Weliton (C), João Faria e Igor Rocha; João Oliveira, Tarcísio e Zé Valente; Vitinho (Panin, 81’), Fall (Leandro Souza, 84’) e André Soares (Diaby, 66’).

Suplentes não utilizados: Cajó, Kaká, Aidara e João Pedro.

Treinador: Rui Amorim

Golo: Fall (48’).

Cartões Amarelos: Chiquinho (59’), Fall (62’), Leandro Albano (83’), Rafa (87’) e Koffi (90’+2’).

Cartão Vermelho: Elísio (77’).