Regresso a casa em cheio!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Agora com pontos a contar, a equipa comandada por Rui Amorim não teve contemplações em golear o Vilaverdense por números expressivos (6-0), naquele que foi um desfecho inédito no historial de confrontos entre os dois conjuntos.

O conjunto de Vila Verde, que apenas manteve dois atletas da última campanha, na qual, a par do FC Vizela, acedeu ao Play-Off de Promoção, não teve argumentos para contrariar o verdadeiro vendaval ofensivo dos azuis e brancos.

Por isso, a história do desafio rapidamente se confunde com a história dos golos. Logo a abrir, Fall já tinha dado o aviso para aquilo que Leandro Borges fez aos 11’. O atacante contratado ao Mafra recebeu um passe de Zé Valente e, de fora da área, disparou cheio de colocação para o 1-0.

Estava dado o mote para um jogo de sentido único. Pouco depois, Correia e Fall não chegaram por pouco ao cruzamento de Zé Valente, seguindo-se outras duas situações em que Correia, assistido por Igor Rocha e Leandro Borges, aos 16’ e 26’, respetivamente, espreitou o segundo.

Esse ambicionado tento foi realidade em cima da meia hora de jogo. Mais uma vez, o endiabrado Leandro Borges encheu o pé para defesa incompleta de Marcos, só que Fall apareceu no sítio certo a empurrar o esférico para o fundo das malhas, celebrando-se assim o 2-0.

O forte calor que se fez sentir não constituiu obstáculo às investidas do FC Vizela e Fall poderia ter bisado aos 33’, na sequência de mais um bom cruzamento de Igor Rocha.

Em cima do intervalo, o resultado adquiriu contornos de goleada com Correia, superiormente assistido pelo suspeito do costume, Leandro Borges, a contornar Marcos para fazer o terceiro.

A plateia que acorreu ao Estádio do FC Vizela em bom número, apesar do período de férias, demonstrava sinais de muita satisfação, em contraste com o atónito Vilaverdense, que, nos primeiros 45’, apenas dispôs de um remate de Pedro Pereira ao lado da baliza de Cajó.

No reatamento, o FC Vizela entrou novamente “mandão”, mas a entrada de um jogador chamado Nuno Pereira no conjunto forasteiro permitiu ao adversário esboçar uma ligeira reação.

Nesta fase do jogo, Pedro Pereira obrigou Cajó a defesa difícil (55’) e Campinhos, em combinação com Gonçalo Casal, atirou ao lado, já dentro da área (64’).

Praticamente ficaram por aí as tentativas de redução no marcador por parte do Vilaverdense que, logo depois, aos 67’, viu Leandro Borges finalizar da melhor forma, a passe de Leandro Souza.

O mesmo Leandro Souza, que rendeu Correia no decorrer do segundo tempo, cabeceou muito perto do poste, no seguimento de um pontapé de canto, aos 76’.

Entretanto, Rui Amorim esgotou as alterações com a entrada de Kuku, um jogador que tão só foi mais um grande problema a adensar a tarde negra do Vilaverdense.

A sua irreverência significou mais oportunidades de finalização para o FC Vizela. Aos 81’, o jovem nigeriano abriu caminho para o remate colocado de André Soares, a rasar o poste.

Logo a seguir, aos 84’, André Soares viu Leandro Souza e este dominou de peito antes de desferir mais um remate perigoso, que saiu muito perto do ferro.

Em cima dos 90’, Kuku coroou a sua boa entrada com um golo, na sequência de um livre cobrado por Zag e devolvido pela barra.

O marcador fechou já em tempo de compensação. Kuku fugiu pela esquerda, entregou a bola a Leandro Borges e este serviu André Soares de bandeja para o 6-0 final.

Grande tarde do FC Vizela, em termos coletivos, e uma exibição de Leandro Borges, protagonista de dois golos e de um envolvimento direto noutros três, para mais tarde recordar.

No próximo domingo, dia 26, às 17:00 horas, o FC Vizela viaja à região transmontana para jogar no Complexo Desportivo Francisco Carvalho, frente à formação secundária do Chaves.

 

FICHA DE JOGO

FC Vizela 6-0 Vilaverdense FC

Árbitro: Pedro Ferreira (AF Braga)

Assistentes: Nuno Freitas e José Pereira

FC Vizela: Cajó; Musa, Weliton (C), João Faria e Igor Rocha; Zag, Zé Valente, João Oliveira (André Soares, 68’) e Leandro Borges; Correia (Leandro Souza, 62’) e Fall (Kuku, 77’).

Suplentes não utilizados: Rafa, Silla, Aidara e Kiko.

Treinador: Rui Amorim

Vilaverdense FC: Marcos; Kiko (Nuno Pereira, 45’), Miguel Oliveira, Nené (C) e Gonçalo Casal; Filipe Meneses (Nélson Ventura, 72’), Gabi, Paulinho e Pedro Pereira; Aldaír e Campinhos (Rui Gomes, 77’).

Suplentes não utilizados: Miguel Palha, Mateus Amorim, Tomás Gama e Rui Neves.

Treinador: André Cunha

Golos: Leandro Borges (11’ e 67’), Fall (28’), Correia (45’), Kuku (89’) e André Soares (90’+2’).

Cartões Amarelos: Miguel Oliveira (8’) e João Oliveira (52’).