Desilusão no Jamor

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

FC Vizela teve mais ocasiões, mas fez um jogo abaixo do seu nível habitual e perdeu por 1-0.

O FC Vizela regressa a casa sem pontos desta deslocação ao Jamor, onde apanhou um Belenenses SAD muito aflito, mas a fazer pela vida e a jogar sempre de forma muito organizada e pragmática.

Apesar do mau jogo coletivo, tudo podia ter sido diferente se algumas das ocasiões de golo criadas entrassem. Especialmente no início do jogo, pautado pelo domínio vizelense. E a primeira do jogo e uma das mais flagrantes surgiu logo aos 7’. Anderson apareceu a cabecear solto perto da pequena área, mas Luiz Felipe fez uma grande defesa. Logo a seguir, aos 10’, o guarda-redes volta a evitar o golo, agora após um bom remate de Rashid.

O jogo entrou depois num ritmo mais lento e a Belenenses SAD acaba por beneficiar de um contra-ataque para abrir o marcador com o golo que se revelaria decisivo. Yves Baraye foi lançado em velocidade, isolou-se e bateu Pedro Silva.

O golo intranquilizou a nossa equipa e subtraiu a alma e a chama que se pretendia. Na segunda parte, mesmo com as alterações efetuadas por Álvaro Pacheco e com a equipa virada para o ataque, faltou algum rigor nas ligações. Os nervos iam dando moral à Belenenses SAD e as ocasiões desperdiçadas também. Aos 56’, grande cabeceamento de Schettine, enorme parada de Luiz Felipe. Depois, foi mais com o coração e, essencialmente, à base de remates de longe ou de cruzamentos que o FC Vizela incomodou.

A Belenenses SAD só muito esporadicamente se mostrava. Ainda teve um golo bem anulado por fora-de-jogo, mas pouco mais. Nessa fase, já a equipa estava reforçada com músculo, mas o FC Vizela não conseguia chegar com critério à área, Mesmo assim, foi da nossa equipa a última ocasião de golo. De livre direto, Schettine atirou à trave. Destaque para os 500 adeptos vizelenses que se deslocaram a Lisboa para apoiar a equipa. Mereciam mais, mas a tristeza é geral e a equipa está empenhada em dar uma resposta já no próximo jogo.

FICHA TÉCNICA

Belenenses SAD 1-0 FC Vizela

Local: Estádio de Honra do Centro Desportivo Nacional do Jamor (1.384 espectadores)

Árbitro: Nuno Almeida (AF Algarve)

Assistentes: André Campos e Pedro Felisberto

4º Árbitro: Dinis Gorjão (AF Setúbal)

Vídeo-Árbitro (VAR) / AVAR: João Pinheiro (AF Braga) / Tiago Costa

Belenenses SAD (4x2x3x1): Luiz Felipe; Carraça, Yohan Tavares (C), Danny e Nílton Varela (Chima Akas, 58′); Yaya Sithole e Braima Sambú (Pedro Nuno, 69′); Rafael Camacho (Cafú Phete, 90′), Afonso Sousa (Abel Camará, 69′) e Yves Baraye; Alisson Safira (Sandro, 69′).

Suplentes não utilizados: João Monteiro, Lukovic, Tomás Castro e Licá.

Treinador: Franclim Carvalho

FC Vizela (4x3x3): Pedro Silva; Igor Julião, Anderson, Ivanildo Fernandes e Richard Ofori (Raphael Guzzo, 58′); Claudemir (Alex Méndez, 45′), Rashid (Nuno Moreira, 72′) e Samu (C); Zohi (Schettine, 45′), Cassiano (Guo Tianyu, 83′) e Kiko Bondoso.

Suplentes não utilizados: Ivo Gonçalves, Aidara, Sarmiento e Maviram.

Treinador: Álvaro Pacheco

Golo: Yves Baraye (29′).

Cartões Amarelos: Yves Baraye (19′), Braima Sambú (35′), Richard Ofori (56′) e Anderson (77′).

“Não era este o resultado que queríamos. Agora cabe-nos dar uma resposta no próximo jogo, diante dos nossos adeptos”

Ivanildo Fernandes (jogador do FC Vizela)

“Fomos uma equipa sem alma, sem paixão e sem coragem, mas tivemos as melhores ocasiões e não merecíamos perder. Os adeptos estão insatisfeitos e com razão”

Álvaro Pacheco (treinador do FC Vizela)