FC Vizela bate Felgueiras e fica mais perto do apuramento

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Numa partida aguardada com bastante expetativa, o FC Vizela correspondeu aos anseios da numerosa massa associativa com uma grande vitória (3-1), aliada a uma boa prestação.

Com um ambiente digno de Liga e um “cheirinho” de Verão a tornar a tarde de sábado de Páscoa bem agradável, o conjunto de Rui Amorim entrou bem no desafio, perante um Felgueiras que tinha ali a sua derradeira oportunidade para se manter na corrida pelo play-off de subida.

O primeiro remate no jogo até pertenceu aos durienses, com Rúben Alves a atirar ao lado (5’), mas, de imediato, seguiu-se a pujante resposta dos vizelenses.

Márcio Paiva foi obrigado a defender, a meias com o poste direito, um cruzamento venenoso de Igor Rocha. Aos 11’, o guarda-redes felgueirense viu mesmo o esférico embater no ferro, na sequência de um bom remate de André Soares à entrada da área.

Como diz o ditado, à terceira foi de vez. No seguimento de um canto, Weliton saltou mais alto e, de cabeça, proporcionou festa imensa nas bancadas, assinando o primeiro da partida.

Em vantagem, o FC Vizela controlou as incidências com grande personalidade, sabendo que o Felgueiras teria de ir atrás do prejuízo e, consequentemente, elevar a sua exposição defensiva.

O bom desempenho defensivo dos azuis e brancos praticamente neutralizou todas as tentativas do conjunto azul-grená, exceção feita a um cabeceamento de Tojó, que saiu fácil às mãos de Rafa (26’) e um remate fraco de Digas (43’).

Mesmo em cima do intervalo, a formação vizelense espreitou o segundo golo. Tudo começou numa grande arrancada de Vitinho, que serviu André Soares para o remate, mas Pinto evitou males maiores para a sua equipa ao fazer o corte pela linha de fundo.

Em tempo de descanso, a vantagem do FC Vizela, ainda que mínima, ajustava-se perfeitamente às incidências do encontro.

Na etapa complementar, os pupilos de Rui Amorim não podiam desejar melhor entrada. É certo que Ivo Lemos ainda ameaçou com um remate (47’), mas, logo a seguir, aconteceu o 2-0.

O endiabrado Vitinho rompeu pelo corredor direito, assistiu Fall e o senegalês tirou Márcio Paiva do seu caminho para motivar o delírio dos adeptos vizelenses.

Vida mais difícil para o rival Felgueiras, que, a jogar num “caldeirão a ferver”, viu o FC Vizela agigantar-se ainda mais com a forte energia oriunda das bancadas.

Rafael Floro ainda assustou com um forte disparo que saiu rente ao travessão (54’), mas, depois, foram os vizelenses quem mais perto estiveram de marcar.

Destaque para mais um belo arranque de Vitinho que, já dentro da área, assistiu Fall para um primeiro remate, sobrando o esférico defendido de forma incompleta por Márcio Paiva para Leandro Borges que rematou com boa intenção, mas sem a direção desejada.

Aos 63’, foi outra vez Vitinho a sobressaltar a defensiva do Felgueiras. O extremo brasileiro ficou isolado na cara de Márcio Paiva, não foi egoísta e procurou servir Fall, mas este não conseguiu intercetar o esférico para o fundo das redes, como certamente desejaria.

Entretanto, já com Leandro Souza em campo, aquele que é um dos principais artilheiros dos azuis e brancos esteve diretamente envolvido no lance do 3-0.

Decorria o minuto 75 quando o experiente atacante, lançando por Kaká sobre o lado direito, serviu Fall de bandeja para o bis do senegalês, que regressou em força aos golos, pois contabiliza cinco nas últimas três partidas (é o segundo melhor marcador com 12 tentos).

O FC Vizela sentenciava o encontro e os cânticos do público vizelense multiplicavam-se, retirando a força que restava ao Felgueiras, conjunto que deu sempre luta ao longo do campeonato.

Ainda assim, os durienses conseguiram o tento de honra, apontado por André Rodrigues, que, de cabeça, bateu Rafa na conclusão de um livre lateral executado por Rúben Alves.

O jogo rapidamente caminhou para o final e a festa foi do FC Vizela que, assim, ficou somente a um ponto de alcançar pela segunda vez consecutiva o play-off de subida à 2.ª Liga.

O conjunto de Rui Amorim poderá ser mesmo a segunda equipa a alcançar tal desiderato, depois do Praiense ter garantido esse passaporte nesta jornada 31.

Para o fazer, terá então de pontuar na difícil deslocação à Trofa, onde vai encontrar uma equipa que mantém acesa a luta “ombro a ombro” com a AD Fafe por uma presença no play-off.

A partida na Trofa terá início às 16:00 horas do próximo domingo, dia 28 de Abril, e, certamente, não faltará aquela grande “onda azul e branca” no topo do recinto trofense.

 

FICHA DE JOGO

FC Vizela 3-1 Felgueiras

Local: Estádio do FC Vizela (Vizela)

Árbitro: Ricardo Baixinho (AF Lisboa)

Assistentes: Filipe Marques e Vítor Carvalho

FC Vizela: Rafa; Koffi (Kaká, 71’), Weliton (C), Aidara e Igor Rocha; Tarcísio, André Soares (Diaby, 80’), Zé Valente e Leandro Borges (Leandro Souza, 64’); Vitinho e Fall.

Suplentes não utilizados: Cajó, Maks, João Faria e Panin.

Treinador: Rui Amorim

Felgueiras: Márcio Paiva; Leandro Silva (Érico Castro, 62’), Tojó, Vítor Pinto (C) e Rafael Floro; Sérgio Duarte (Rei Tachikawa, 62’), Ivo Lemos e Diego Raposo; Rúben Alves, André Rodrigues e Digas (Edelino Ié, 62’).

Suplentes não utilizados: Diego Silva, Sidney Lima, Pintassilgo e Rúben Neves.

Treinador: Ricardo Sousa

Golos: Weliton (12’), Fall (50’ e 75’) e André Rodrigues (77’).

Cartões Amarelos: André Rodrigues (23’), Vítor Pinto (51’), Koffi (61’), Leandro Souza (73’), Zé Valente (87’) e Tarcísio (90’+1’).